Em termos fotográficos, exposição é o momento em que a luz entra na lente para formar a foto, é quando o mecanismo da câmera fica literalmente exposto à luz exterior: quanto maior o tempo de exposição, mais clara ficará a foto depois de pronta (mais óbvio impossível) e o contrário acontece quando o tempo for menor.

Nas câmeras analógicas existe um recurso que permite fotografar duas vezes em cima de um único fotograma: o mecanismo libera o obturador sem que o filme avance, deixando você fotografar mais uma vez no mesmo local em que uma primeira imagem foi feita, criado essa mistura incrível de luzes e formas!

Mas não é exatamente toda câmera de filme que te dá essa possibilidade: as automáticas vêm com anti-dupla exposição, passando o filme logo depois que você bate uma foto. Mas afinal, qual é a câmera certa pra fazer o efeito? As digitais não fazem? E tem como criar tudo no Photoshop mesmo? Essas perguntas serão respondidas num próximo capítulo, nesse mesmo horário, nesse mesmo blog. Agora que tal alguns bons exemplos?

Comentários

Bom, eu curti muito esse post do melhor angulo, salvei até nos meus favoritos … desde então eu queria fazer essa tal coisa maravilhosa de dupla exposição, saí com a minha irmã ( que uso de modelo/cobaia para as minhas fotos kkk ). Não era bem isso que eu queria, eu pretendia uma coisa mais alegre, mais foram essas que eu gostei, sei lá, me passou tanto sentimento. Então foi só ”alguns” efeitos e manipulação no Photoshop que chegou a esse resultado, e de modéstia parte, eu adorei.

Deixe uma resposta