Tag: revelei - Melhor Ângulo

A última vez que usei minha Zenit 122 foi no final de 2012, cê tem noção disso? Vão fazer 5 anos e eu estou muito chocado com essa informação. Como previ no post da época, o motor da câmera já estava dando os primeiros sinais de falência e não deu outra: ela ficou parada todo esse tempo porque parou de vez. Alguma coisa estava presa (ou bamba) nas engrenagens e isso fazia com que eu não conseguisse passar para o próximo frame do filme, fotografando tudo pela metade. Daí que eu não tive muita saída, já que não conheço nem consegui achar alguém que consertasse aqui na região de Cataguases e Juiz de Fora. Resultado? Câmera na gaveta.

Até que num belo dia de céu azul eu decidi tomar uma atitude. Pesquisei nas profundezas da internet por vídeos, postagens de blog, conserto de outras câmeras, tudo pra ver se alguma coisa, qualquer coisa me dava uma esperança. Acabei abrindo a câmera e forçando uma pecinha que tem embaixo da manivela de rodar o filme e era isso, minha Zenit 122 voltou a funcionar que é uma beleza e eu fiquei me culpando por não ter feito isso antes.

Fotos analógicas Zenit 122

Fotos analógicas Zenit 122

Entre o mês de outubro de 2016 e março de 2017 fotografei situações do cotidiano, como sempre gostei de fazer com fotografia analógica. Usei o filme Ultramax ISO 400 da Kodak pra dar uma variada em relação ao clássico ColorPlus 200. A câmera ainda tem algum probleminha que cria pontos de luz no mesmo lugar em todas as fotos, provavelmente mofo na câmera. Tirei na edição, mas tenho que ver isso direito. Por enquanto vocês ficam com as minhas favoritas desse rolo. ;)

Fotos analógicas Zenit 122

Rolê pra ver e comprar plantinhas? Teve sim.

Fotos analógicas Zenit 122

Andando pela UFV quando fui dar uma palestra no ano passado.

Fotos analógicas Zenit 122

Fotos analógicas Zenit 122

Sabe a vontade que dá de fotografar alguém ou alguma situação bonita e bate uma vergonha de pedir? Pois eu fui em frente e abandonei esse medo. O casal deitado, o cachorrinho e os amigos aqui embaixo são resultados disso.

Fotos analógicas Zenit 122

Fotos analógicas Zenit 122

Fotos analógicas Zenit 122

Fotos analógicas Zenit 122

Fotos analógicas Zenit 122

Fotos analógicas Zenit 122

O engraçado dessa última é que esse lugar não emite nenhuma luz azul nem rosa, foi tudo resultado da revelação (e eu dei uma intensificada, não vou mentir). Nada como a surpresa de saber como saíram as fotos de um filme. ?

Você aí sentia falta desse tipo de post aqui no blog? Comenta aqui embaixo o que achou das fotos! ;)

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Vocês devem estar cansados de ver posts desse tipo só da Zenit, né? Ou não? Hahaha. Dessa vez eu demorei muito para mostrar pra vocês, tenho as fotos desde o início de dezembro e elas foram tiradas de setembro a novembro! Acho que com a correria dos últimos meses do ano, esqueci várias vezes a câmera num canto e por isso as poses não terminavam, coisa que geralmente acontece em duas semanas.

Usei o tradicional Kodak ColorPlus ISO 200, já tinha comprado um reserva e usei ele mesmo, apesar da minha vontade de testar outras marcas e modelos. Me decepcionei um pouco porque não saíram tantas fotos legais como nos dois primeiros filmes, o motor da câmera está começando a dar um probleminha que me faz perder muitas exposições, mas adorei algumas em especial, como a do meu pai no volante, meus sobrinhos dormindo e a das espigas em cima da pia, mesmo toda ferrada pela luz.

Como sempre faço, coloquei todas as fotos – inclusive as erradas e repetidas – em tamanho menor para não perder a graça quando aparecerem tratadas e grandonas lá no Flickr. Espero que gostem, me contem o que acharam! :)

(4) Adorei! (6) Essa cena acontece todo dia (7) Pequenininha (8) Estante velhinha da sala (9 e 10) Mexe mexe corre corre fala fala (11) Ainda me pergunto de que ângulo tirei essa foto.

(1) Minhas poucas coisinhas (2) Adorei como a cor do céu ficou (3) Gostei desse ângulo (4) Bulb fail (7) Minha cunhada grávida da minha segunda sobrinha e fotografada pelo meu irmão. Gostei muito, mesmo fora de foco. (8) Oin oin (10) Cores apagadas. <3

(2, 3 e 4) Repetidas e idênticas (5) Luz fail (6) Fim de filme, desfocada. ):

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Em algum momento desse fim de semana eu estava lendo sobre a campanha “Eu quero sua câmera velha“, do Queimando Filme e me toquei que eu nunca tinha falado direito sobre minhas duas câmeras “de gaveta” aqui no blog. Pronto, pauta de segunda na mão!

Se você nasceu no início dos anos 90 (ou antes disso), com certeza sua família tinha uma câmera analógica que era levada para todas as viagens e registrava todos os momentos mais legais dos fins de semana. Comigo não foi diferente; minha mãe sempre tomou a iniciativa de fotografar meus irmãos e eu desde bebês, enquanto meu pai nunca ligou pra isso, hehe. Um pouco antes de eu nascer, ela comprou nossa primeira câmera (antes disso as fotos eram feitas com câmeras emprestadas), uma Kodak preta que foi roubada quando eu tinha uns 5 anos, então eu nunca pude saber o modelo para pesquisar sobre ela hoje, e quem disse que alguém aqui em casa lembra? Quando a câmera foi roubada, minha mãe comprou uma bem baratinha, e uns anos depois, depois de alguns defeitos, uma terceira, também baratinha, que eu tenho aqui comigo: a Tron Linea.

Em 2009, fascinado pelo mundo analógico, eu queria voltar a fotografar com filme. Mas só em 2010, eu peguei emprestada a Yashica MG-3 da minha amiga (ela me deu de presente depois, valeu de novo friend!) e não quis deixar o filme de lado nunca mais! Tá que até hoje eu só fotografei 4 rolos (tô no 5º), por falta de dinheiro tempo e criatividade, mas eu tô só começando, me deixem! AUISHDSDF

Vocês têm essas câmeras analógicas jogadas no fundo da gaveta? Quais os modelos? Tá na hora de comprar um filme e botar todas pra trabalhar, coitadas, tão pedindo por carinho!

Pra terminar, algumas fotos feitas em 2010 e no início de 2011 com a Yashica MG-3.

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Três meses atrás eu comprei uma Zenit 122 no impulso (não que eu tenha me arrependido) e fotografei durante duas semanas meu segundo filme com ela, de novo um Kodak ColorPlus ISO 200. Saíram 27 das 36 fotos e eu fiquei super feliz com o resultado, principalmente porque dessa vez não pedi revelação + impressão, e sim reveleção + digitalização.

O que isso tem a ver? No momento eu não tenho tanto interesse em ter as fotos impressas no papel, apesar de achar indispensável como forma de preservar a memória. Mas como eu uso muito mais a forma digital, pedi para fazer a digitalização do filme, o que saiu mais barato (R$14,00 + R$1,50 o CD) e a qualidade ficou perfeita, deixou no chinelo minhas outras fotos analógicas digitalizadas na minha multifuncional!

Estão aí, em miniatura pra não perder a graça quando irem para o Flickr.

(3) Pezim de mãe; (4) Estudar um pouco, né? Versão Instagram aqui; (6) Pé do Zé domingo de manhã; (8) Acordando.

(1) Light leak, aí sim! (2) Não há velocidade que pare essa menina; (4) Extravagância, porque eu sou pobre e mesmo o pequeno é caríssimo; (5) Minha preferida do filme! (6) Versão Instagram aqui; (8) Grade da minha primeira escolinha, cores de infância.

Gostaram, pessoal? (:

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+