Tag: Livros - Melhor Ângulo

Hoje, dia 26 de junho de 2017, é o aniversário de 20 anos do lançamento do livro Harry Potter e a Pedra Filosofal, primeiro da saga homônima de J. K. Rowling. Eu infelizmente não cresci lendo os livros e assistindo os filmes todo ano como a maioria dos meus amigos, só fui conhecer o mundo mágico bem mais tarde, na adolescência, mas mesmo assim me tornei um apaixonado por tudo que envolve o assunto.

Inspirado nesse dia, nada mais justo que compartilhar com você aí um projeto de design com uma temática bem bruxa, né? Vira e mexe a série de livros recebe uma nova edição com capas inéditas, a gente sabe disso e haja bolso pra ter todas. Daí que a designer Raxenne Maniquiz, fã de carteirinha, criou suas próprias capas fictícias, em comemoração ao aniversário de 34 anos de Harry em 2014. A referência que ela utilizou foi o trabalho de Jan Tschichold numa coleção para a Penguin Scores, lá em 1949.

Harry Potter e a Pedra Filosofal

Capa minimalista Harry Potter e a Pedra Filosofal de Raxenne Maniquiz

Capa minimalista Harry Potter e a Pedra Filosofal de Raxenne Maniquiz

Harry Potter e a Câmara Secreta

Capa minimalista Harry Potter e a Câmara Secreta de Raxenne Maniquiz

Capa minimalista Harry Potter e a Câmara Secreta de Raxenne Maniquiz

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

Capa minimalista Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban de Raxenne Maniquiz

Capa minimalista Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban de Raxenne Maniquiz

Harry Potter e o Cálice de Fogo

Capa minimalista Harry Potter e o Cálice de Fogo de Raxenne Maniquiz

Capa minimalista Harry Potter e o Cálice de Fogo de Raxenne Maniquiz

Harry Potter e a Ordem da Fênix

Capa minimalista Harry Potter e a Ordem da Fênix de Raxenne Maniquiz

Capa minimalista Harry Potter e a Ordem da Fênix de Raxenne Maniquiz

Harry Potter e o Enigma do Príncipe

Capa minimalista Harry Potter e o Enigma do Príncipe de Raxenne Maniquiz

Capa minimalista Harry Potter e o Enigma do Príncipe de Raxenne Maniquiz

Harry Potter e as Relíquias da Morte

Capa minimalista Harry Potter e as Relíquias da Morte de Raxenne Maniquiz

Capa minimalista Harry Potter e as Relíquias da Morte de Raxenne Maniquiz

São capas mais minimalistas, com uma ilustração que se repete criando um padrão diferente para cada volume. O que mais me chamou a atenção foi como as capas ficaram clássicas e captaram a vibe de Harry Potter mesmo nessa pegada mais clean e direta ao ponto. O acabamento sugerido é em tecido, imagina que linda seria essa edição se ela tivesse sido produzida de verdade? Vale conhecer mais o trabalho da designer e claro, mergulhar novamente nos livros. ;)

Raxenne Maniquiz · Behance · Instagram · Twitter

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

paris-versus-new-york-ze-zorzan-2

Vahram Muratyan vive sua vida alternando entre duas cidades: Paris e Nova York. Observador e apaixonado pelas características que constroem o perfil de cada uma — os detalhes, os clichês e contradições —, Vahram resolveu confrontá-las através de ilustrações minimalistas e charmosas.

Dessa ideia surgiu um blog, que não demorou muito a fazer sucesso na internet e transformar a brincadeira em livro, recheado com mais de 100 comparações, todas amigáveis, é claro. As ilustrações eu já conhecia desde 2012, quando elas estouraram, mas foi só há alguns meses que ganhei o livro de uma amiga e pude ver todo esse trabalho em mãos. É uma boa dica de presente pra quem é apaixonado por Paris, Nova York ou (por que não?) ambas!

paris-vs-new-york-3

paris-vs-new-york-8

paris-vs-new-york-1

paris-vs-new-york-6

paris-vs-new-york-7

paris-vs-new-york-4

paris-vs-new-york-5

paris-vs-new-york-2

O livro foi publicado no Brasil com essa capa salmão, mas ele já foi produzido também numa capa branca, amarela, azul, uma versão maior com capa dura e jacket e ainda um box com as comparações em forma de cartõezinhos, fofura demais.

paris-versus-new-york-ze-zorzan

Paris versus New York · Saraiva · Livraria Cultura · Amazon
Vahram Muratyan · Site · Instagram
Post originalmente publicado no dia 24/11/2012 e revisado para se adequar aos novos padrões editoriais do blog.

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Há algumas semanas recebi da Bookman Editora essa maleta muito incrível recheada de material fotográfico! Oficialmente, ela se chama Sistema de Referência de Fotografia Digital, e é composta de 5 livros, um miniguia para carregar na mochila/bolsa e um DVD. O autor responsável é o Michael Freeman, um reconhecido fotógrafo, jornalista e escritor britânico com outras publicações como O Olho do FotógrafoA Mente do Fotógrafo e A Visão do Fotógrafo, que formam meio que uma trilogia.

01

É claro que não consegui ler tudo, só alguns capítulos que me interessaram de cara, o que já foi suficiente para ter uma boa noção de como o Michael escreve e do que o conteúdo se trata. Vou resumir em poucas palavras cada item da maleta:

  1. A Arte da Fotografia Digital: Trabalha principalmente com a composição e como identificar situações e cenas com potencial para gerar boas fotos.
  2. Manual da Câmera Digital: Esse livro é bem interessante para quem quer entender alguns conceitos básicos da fotografia e funções da câmera. Sabe a série Fotografia do começo aqui no blog? Imagine uma versão mais técnica e aprofundada.
  3. Fluxo de Trabalho em Fotografia Digital: O que eu estou mais animado para ler com calma, porque fala sobre gerenciamento de imagens, organização, ajustes rápidos e RAW, todos assuntos que eu não tenho tanta propriedade e gostaria de ter.
  4. Edição Criativa de Imagens e Efeitos Especiais: O título do livro já fala por si só, ele trata de pós-produção, softwares de edição e alguns efeitos específicos. Pelo que eu já vi, a parte inicial e mais básica é bem interessante; os tais efeitos especiais na minha opinião não são dos melhores, um pouco batidos, sabe? Mas não tiro o mérito do ensino, que é muito bem explicado. É só aplicar esse conhecimento de outras formas, que tá tudo certo. :)
  5. Dicas de Fotografia — Guia de Bolso: É um livro mais fino, com dicas voltadas para o momento de fotografar de fato, situações que você pode se deparar, como muita ação, pouca luz, grupos muito grandes de pessoas, etc.
  6. Dicas de Fotografia — Miniguia: Uma versão reduzida e dobrável do guia de bolso.
  7. Sistema de Referência de Fotografia Digital: O DVD traz o Michael Freeman em pessoa falando um pouco do seu trabalho e de alguns pontos dos livros, como a composição.

02

04

05

01

02

07

06

Preciso dizer que fiquei super grato pelo presente, muito obrigado Bookman! Se vocês também quiserem comprar, tem nesse link, lá tem todas as informações mais técnicas, e está saindo por R$187,00 à vista. O que acharam da maleta? :)

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Quando completei 15 anos, em 2009, eu tive a sorte de ser presenteado com a coleção de livros Desventuras em Série, do Lemony Snicket. Curioso que dois dias após o meu aniversário eu precisei ficar de cama por uma semana depois de uma operação às pressas. Para não ser dominado pelo tédio resolvi ler todos os livros da série e no fim dessa mesma semana descobri que eu havia encontrado uma das histórias mais divertidas e interessantes das que hoje fazem parte da minha coleção.

A coletânea infantil – sim, é para crianças mas foi muito bem recebida pelos jovens e adultos – conta a história dos três jovens Baudelaire, Violet, Klaus e Sunny, que entram em uma aventura pra descobrir o mistério por trás da morte de seus pais enquanto fogem de Olaf, um conde nada corpulento que corre atrás da herança das crianças, e em cada livro acabam indo para uma família e cidade diferentes.

Vale a leitura pela condução rápida que o Lemony dá à história e que nunca deixa a trama se perder. E ele ainda abre portas pra conversar com o leitor – minha qualidade preferida nos seus livros; de vez em quando até explica a diferença entre o sentido figurado e literal das coisas. Mas o mais interessante é o modo excêntrico como ele trata as suas histórias: pro Snicket Desventuras em Séries é uma história triste e muito desagradável, e ele mesmo faz questão de anunciar isso em quase todos os livros da coleção; isso fica claro logo na primeira frase do primeiro livro, “Se vocês se interessam por histórias com finais felizes, é melhor ler algum outro livro”.

E a história também chamou a atenção de Hollywood! Vocês devem saber disso, já que é tradição anual o filme ser exibido na Sessão da Tarde da Globo. Em 2005 a coletânea foi para as telas em uma adorável adaptação protagonizada por Jim Carrey, Emily Browning e Liam Aiken – e conta até com uma pontinha da Meryl Streep. O filme é divertidíssimo e nele Jim Carrey está mais engraçado que em qualquer uma de suas comédias – e esse é o maior problema do filme já que nunca sentimos que as crianças realmente estão em perigo. Mas fica tudo bem quando o diretor, mesmo descaradamente, faz um excelente trabalho na hora de passar a excentricidade do Snicket e de criar um mundo fantasioso incrível e nada discreto apesar de sombrio.

A história completa é contada em 13 livros – o filme conta só a dos três primeiros – , mas não se assustem pois são muito pequenos. O maior deles tem 285 páginas, mas a relação entre os irmãos e a trama principal são tão interessantes que você consegue ler um dos livros em um dia sem se sentir cansado.

Se você  leu algum dos livros ou já assistiu ao filme, diga pra gente o que achou! Pra saber mais sobre a história dos três jovens vocês podem entrar no site da coleção ou no site oficial do filme.

Obs.¹: O nome original da serie e do filme é A Series Of Unfortunate Events.
Obs.²: O filme concorreu a quatro Oscars:  melhor maquiagem (ganhou esse), melhor figurino, melhor direção de arte (meu atributo preferido do filme) e melhor trilha sonora.

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+