Tag: ilustração - Melhor Ângulo

paris-versus-new-york-ze-zorzan-2

Vahram Muratyan vive sua vida alternando entre duas cidades: Paris e Nova York. Observador e apaixonado pelas características que constroem o perfil de cada uma — os detalhes, os clichês e contradições —, Vahram resolveu confrontá-las através de ilustrações minimalistas e charmosas.

Dessa ideia surgiu um blog, que não demorou muito a fazer sucesso na internet e transformar a brincadeira em livro, recheado com mais de 100 comparações, todas amigáveis, é claro. As ilustrações eu já conhecia desde 2012, quando elas estouraram, mas foi só há alguns meses que ganhei o livro de uma amiga e pude ver todo esse trabalho em mãos. É uma boa dica de presente pra quem é apaixonado por Paris, Nova York ou (por que não?) ambas!

paris-vs-new-york-3

paris-vs-new-york-8

paris-vs-new-york-1

paris-vs-new-york-6

paris-vs-new-york-7

paris-vs-new-york-4

paris-vs-new-york-5

paris-vs-new-york-2

O livro foi publicado no Brasil com essa capa salmão, mas ele já foi produzido também numa capa branca, amarela, azul, uma versão maior com capa dura e jacket e ainda um box com as comparações em forma de cartõezinhos, fofura demais.

paris-versus-new-york-ze-zorzan

Paris versus New York · Saraiva · Livraria Cultura · Amazon
Vahram Muratyan · Site · Instagram
Post originalmente publicado no dia 24/11/2012 e revisado para se adequar aos novos padrões editoriais do blog.

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Kris Atomic mora no norte de Londres, ama gatos, chá, internet, é fã de Stephen Fry e Nancy Mitford e ilustra mulheres coloridas, divertidas, com bagagens cheias de estilo e personalidade. Se formou em 2009 na Universidade Camberwell de Artes e hoje trabalha como freelancer, inclusive com fotografia. Ela tem um blog onde posta os bastidores das ilustrações, conta sobre eventos de moda que participa, mostra suas fotos e tudo que acha interessante aos olhos.

Sou fã do trabalho da Kris há anos, ela apareceu por aqui no início do blog, mas merecia dar as caras de novo e ter um espacinho generoso, com exemplos atualizados do trabalho incrível que faz!

kris-atomic-1

kris-atomic-2

kris-atomic-4

kris-atomic-5

kris-atomic-6

kris-atomic-7

kris-atomic-8

kris-atomic-9

kris-atomic-10

kris-atomic-11

kris-atomic-12

kris-atomic-13

Kris Atomic · Portfólio · Blog
Post originalmente publicado no dia 30/07/2011 e revisado para se adequar aos novos padrões editoriais do blog.

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Uma curiosidade sobre mim como designer: eu adoro ícones, chego a ter um painel no Pinterest só pra eles. Especificamente, eu gosto muito de ícones baseados em linhas, vazados.

Daí que o premiado designer inglês James Oconnell resolveu criar ilustrações cheias de cor e padronagens (poás e pontilhados) utilizando justamente essa estética linear dos ícones que eu adoro. O resultado é uma mistura do traço livre dos desenhos com as proporções mais bem calculadas do design e os personagens da cultura pop. Ou seja, pauta perfeita pro blog. ;)

James Cconnell Colour and Lines

James Cconnell Colour and Lines

James Cconnell Colour and Lines

James Cconnell Colour and Lines

James Cconnell Colour and Lines

James Cconnell Colour and Lines

James Cconnell Colour and Lines

James Cconnell Colour and Lines

James Cconnell Colour and Lines

James Cconnell Colour and Lines

James Cconnell Colour and Lines

James Cconnell Colour and Lines

James Cconnell Colour and Lines

James Cconnell Colour and Lines

Quem conhece meu trabalho mais de perto sabe que eu sou o louco dos detalhes quando crio meus sites e blogs, então imagina se eu não fiquei um tempão observando cada xizinho, bolinha e tom de amarelo nessas imagens? Ah, mas fiquei sim.

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Estamos todos sozinhos. Esse é o ponto de partida que o ilustrador Belhoula Amir escolheu para uma série de ilustrações delicadas e significativas chamada “Alone”. Vi as imagens ouvindo Lana del Rey, então dá pra imaginar a reflexão que isso gerou, né?

Se você já parou pra pensar nisso, com certeza percebeu que nós realmente estamos sozinhos nesse mundo. Mesmo amando e sendo amados, tendo amigos, família, namorados e namoradas, esposas e maridos, cachorros e gatos, no fim ninguém vai embora com a gente. Ser ou estar sozinho não é necessariamente ruim, a gente precisa sim de um tempo, de se curtir, se amar. Fico me perguntando se Belhoula quis instigar um insight nas pessoas: você se dá o valor que merece? Você cuida de você como se fosse a única pessoa no mundo?

Alone, por Belhoula Amir

Alone, por Belhoula Amir

Alone, por Belhoula Amir

Alone, por Belhoula Amir

Alone, por Belhoula Amir

Alone, por Belhoula Amir

Alone, por Belhoula Amir

Se você também se apaixonou pela estética poética do ilustrador, vem ver também essa série derivada onde dá pra perceber que os heróis também estão sozinhos! É só clicar na imagem abaixo:

A Lonely God

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+