Tag: fotos analógicas - Melhor Ângulo

A última vez que usei minha Zenit 122 foi no final de 2012, cê tem noção disso? Vão fazer 5 anos e eu estou muito chocado com essa informação. Como previ no post da época, o motor da câmera já estava dando os primeiros sinais de falência e não deu outra: ela ficou parada todo esse tempo porque parou de vez. Alguma coisa estava presa (ou bamba) nas engrenagens e isso fazia com que eu não conseguisse passar para o próximo frame do filme, fotografando tudo pela metade. Daí que eu não tive muita saída, já que não conheço nem consegui achar alguém que consertasse aqui na região de Cataguases e Juiz de Fora. Resultado? Câmera na gaveta.

Até que num belo dia de céu azul eu decidi tomar uma atitude. Pesquisei nas profundezas da internet por vídeos, postagens de blog, conserto de outras câmeras, tudo pra ver se alguma coisa, qualquer coisa me dava uma esperança. Acabei abrindo a câmera e forçando uma pecinha que tem embaixo da manivela de rodar o filme e era isso, minha Zenit 122 voltou a funcionar que é uma beleza e eu fiquei me culpando por não ter feito isso antes.

Fotos analógicas Zenit 122

Fotos analógicas Zenit 122

Entre o mês de outubro de 2016 e março de 2017 fotografei situações do cotidiano, como sempre gostei de fazer com fotografia analógica. Usei o filme Ultramax ISO 400 da Kodak pra dar uma variada em relação ao clássico ColorPlus 200. A câmera ainda tem algum probleminha que cria pontos de luz no mesmo lugar em todas as fotos, provavelmente mofo na câmera. Tirei na edição, mas tenho que ver isso direito. Por enquanto vocês ficam com as minhas favoritas desse rolo. ;)

Fotos analógicas Zenit 122

Rolê pra ver e comprar plantinhas? Teve sim.

Fotos analógicas Zenit 122

Andando pela UFV quando fui dar uma palestra no ano passado.

Fotos analógicas Zenit 122

Fotos analógicas Zenit 122

Sabe a vontade que dá de fotografar alguém ou alguma situação bonita e bate uma vergonha de pedir? Pois eu fui em frente e abandonei esse medo. O casal deitado, o cachorrinho e os amigos aqui embaixo são resultados disso.

Fotos analógicas Zenit 122

Fotos analógicas Zenit 122

Fotos analógicas Zenit 122

Fotos analógicas Zenit 122

Fotos analógicas Zenit 122

Fotos analógicas Zenit 122

O engraçado dessa última é que esse lugar não emite nenhuma luz azul nem rosa, foi tudo resultado da revelação (e eu dei uma intensificada, não vou mentir). Nada como a surpresa de saber como saíram as fotos de um filme. ?

Você aí sentia falta desse tipo de post aqui no blog? Comenta aqui embaixo o que achou das fotos! ;)

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Hoje vamos entender um pouco mais sobre um dos termos mais conhecidos da fotografia analógica, os light leaks. A tradução para o nosso português é “vazamentos de luz”, e eles não são nada mais nada menos do que aquelas manchas vermelhas, laranjadas e amareladas que sempre apareciam nas suas fotos antigas.

Na verdade, esses vazamentos são de fato acidentes, quando sem querer você abre aquela tampa onde o filme da sua câmera fica. A luz entra naquele espaço e acaba de certa forma “queimando” o filme. Quando isso acontece nós fechamos rapidamente essa tampa de volta, o resultado é apenas uma mancha que geralmente não se “espalha” por todas as outras fotos do filme.

Por ser um acidente, muitos criticam esse tipo de efeito, mas na verdade ele só está ganhando mais espaço hoje em dia, principalmente entre nós, fotógrafos amadores e amantes das fotografia analógica. Quando eu descobri isso tudo, fiquei louco pra tentar fazer o efeito artificialmente, no Photoshop. No início foi um desastre, mas com o tempo as coisas melhoraram. Vou mostrar meus dois jeitos de conseguir os tons certos, e uma dica que vai ajudar a parecer mais real.

DEGRADÊ E PINCEL

Depois de editar sua foto, crie uma nova camada de degradê que vá do vermelho (não muito forte, um vinho de preferência) até o transparente. Ajuste o ângulo do degradê e o tamanho. Depois é só colocar essa camada no modo de mesclagem divisão e pronto! Você pode fazer esse processo usando o pincel em vez do degradê, mas use um bem esfumado. É só pintar com o vermelho nos cantos da foto, onde achar que fique melhor e mudar o modo des mesclagem. Entenda melhor no print.

TEXTURAS PRONTAS

O deviantART disponibiliza poucas texturas desse tipo, mas as que tem ajudam e muito. É só vir aqui, abrir cada uma, salvar, e quando aplicar na foto, coloque no modo de mesclagem divisão, como no caso acima.

DICA

O mais importante pra fazer esse efeito é saber do que estamos falando, se você não sabe, dê uma olhada aqui. Agora fica fácil. Faça os efeitos pensando nessas fotos, tente copiar os mesmos tons, faça de tudo pra ficar parecido, pois apenas colocar um degradê laranjado não vai te dar o resultado de foto aparentemente analógica e acaba ficando muito ruim como já vi muito por aí.

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+