Tag: faça você mesmo - Melhor Ângulo

Minhas aulas na faculdade começaram novamente no início de maio, mas só criei vergonha para personalizar meu caderno agora no feriado. Pois é, de uns tempos pra cá não tenho usado nenhuma capa original nem na mais simples agendinha de telefone, são raras as que me agradam. Aproveitei o momento craft para montar esse DIY para vocês, ensinando a personalizar cadernos de arame em especial, que são mais chatinhos, mas mesmo assim, bem bobinhos de fazer. Espero que gostem. :)

Materiais

  1. 1 imagem (de boa qualidade) impressa em papel fotográfico A4
  2. 1 caderno de arame (comprei um bem baratinho, olhando mais a qualidade das folhas do que o resto)
  3. Lápis
  4. 1/2 metro de papel contact transparente (se a loja vender em menor quantidade, 30 cm é o suficiente)
  5. Tesoura
  6. Cola
  7. Furador de papel
  8. Régua (esqueci de colocar na foto)
  9. Alicate (opcional)

Para fazer

  • Sabe aquelas pontas tortinhas da espiral? Use o alicate ou a mão mesmo para dobrar e desdobrá-las até se quebrarem.
  • Sem o empecilho das pontas, retire a espiral com muito cuidado, segurando o caderno com firmeza para as folhas não desalinharem.
  • Pronto, capa solta para ser personalizada. Deixe o “resto” do caderno reservado, em um lugar que ninguém vá mexer.
  • Posicione a capa no papel fotográfico e risque bem rente com o lápis. Atenção para não traçar mais do que deveria e acabar cortando parte da imagem que você escolheu.

  • Com a imagem do tamanho exato da capa, cole as duas. É para cobrir os furinhos mesmo, pode ficar tranquilo(a).
  • Coloque a capa em cima do lado contrário do papel contact e use o quadriculado para marcar cerca de 1 cm nas bordas. Corte o contact.
  • Com muito cuidado, descole a parte adesiva e aplique na ponta superior da capa para firmar. Vá puxando o restante aos poucos e use a régua para se certificar que não crie bolhas de ar.
  • Pronto, deve ficar mais ou menos assim, com as sobras de contact em toda a borda.

  • Dobre as bordas para as costas da capa. Novamente, o plástico vai cobrir os furinhos, mas não tem problema.
  • Quando fiz meu primeiro caderno personalizado, tentei levar a capa a uma papelaria para usar aqueles furadores rápidos que eles usam para encadernar cópias; mas segundo a atendente, o espaço entre furos é menor que o de um caderno, então só me restou usar um furador. Se o seu tiver aquela proteção por baixo que armazena as bolinhas de papel, retire para ver bem o que está fazendo. Use só um lado do furador para não ter erro, e vá furando de um em um, até terminar toda a capa. O contact atrapalha um pouco, então muita calma para não ficar mal feito. Eu estava com um pouco de pressa, então o meu não ficou lá o melhor trabalho do mundo. ):
  • Depois de pronta, posicione a capa no resto das folhas.
  • Agora é só colocar a espiral e dobrar as pontinhas novamente!

Acho que todo mundo já sabia fazer isso, né? Ou não? Fica uma foto com três dos meus vários cadernos personalizados; o de câmeras é meu xodó, por que será? :)

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

decoração para quartos

Pleno começo de ano e todo mundo além de querer dar uma repaginada no visual e na vida, também quer dar aquela arrumadinha no quarto afinal todos nós acabamos enjoando ou da cor da parede ou dos móveis e aí vem aquela pergunta: “Onde eu estava com a cabeça quando escolhi isso?”

Contudo, não basta vontade para que o quarto se redecore sozinho, é necessário ter também o tal do dinheiro. E geralmente uma quantia alta já que até em saldões de lojas de decoração e planejados a peça mais barata gira em torno de R$150,00. Então aqui vai uma série de dicas que vão te ajudar a reformar o quarto sem gastar muito:

1) Regra fundamental: primeiramente é de extrema importância que você saiba que se não quer tirar muito dinheiro do bolso, terá que por a mão na massa. Isso inclui colar, lixar, pintar, cortar, costurar, mexer com fiações (para fazer tomadas, por exemplo) e talvez até pregar.

2) Criatividade: com certeza naquele quartinho bagunçado e cheio de coisas velhas que toda casa tem deve ter muita  peça que possa ser reaproveitada. Garimpar objetos, móveis e materiais que estão sem utilidade há um tempo é importante e pode acabar resultando em decorativos muito úteis. Um exemplo é esta guirlanda feita de pisca-piscas e copos descartáveis forrados com tecido (aprenda a fazer aqui).

guirlanda de copos

3) Tempo: Não adianta sair comprando tudo na primeira loja em que você entrar. Bom mesmo é dar uma boa pesquisada antes e procurar por lojas de confiança ou especializadas. Por exemplo, aqui em São Paulo, encontrei nos Armarinhos Fernando porta-retratos por R$ 4,99 e murais de cortiça por R$9,00 para colocar na parede do meu quarto. Um outro exemplo são caixas organizadoras, jamais as compre em lojas de decoração – a não ser que estejam em liquidação –, pois você sempre irá pagar mais caro. Procure comprá-las em lojas que vendam embalagens para presentes, lá o preço sai sempre mais em conta (numa loja habitual onde eu pagaria R$25,00 eu paguei R$ 13,00).

4) Humildade: Também é importante! Encontramos muita coisa nas ruas que podem ser reaproveitadas. Então se você ver algo por aí, jogado do lado de um poste e achar que possa lhe ser útil, não tenha medo nem vergonha! Além de estar economizando, você estará fazendo um favor para a natureza. Olha só essa gaiola: normalmente ela seria jogada fora, mas virou luminária e das bonitas!

sala

5) Confiança: Uma vez me ensinaram que não há nada que não possa ser feito pelas mãos do homem, o que existe é o número de vezes em que ele pode tentar. Então, confiança em você mesmo é crucial nessa área. Se você ver algo na internet ou em alguma loja que você mesmo possa fazer com materiais que você sabe que tem em casa, porquê não tentar? Arrisque sem medo e quantas vezes precisar.

As dicas podem parecer óbvias mas é sempre bom reuni-las em um só lugar para gente refletir um pouco. Continue atento ao Melhor Ângulo para mais toques sobre como economizar na hora da decoração.

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+