Tag: dicas - Melhor Ângulo

Motivação é essencial em qualquer projeto na vida, certo? Dos pessoais ao emprego registrado na carteira. Particularmente, eu não acredito muito na utopia do trabalho que não parece trabalho, mas acho que qualquer atividade precisa trazer um pouco de prazer, principalmente a que resulta no dinheirinho que paga nossas contas.

Trabalhando como freelancer há mais de 6 anos, fui percebendo que conciliar a liberdade de estar em casa com a responsabilidade de entregar um projeto de design exigia um pouco mais de motivação no trabalho do que o normal, afinal as vantagens de trabalhar em casa podem se transformar em desvantagens rapidinho, rapidinho. Por isso resolvi compartilhar com vocês 6 dicas pra se manter motivado na vida de freelancer, espero que dê um help aí!

Tenha um escritório: Calma, se você não tem um cômodo que pode transformar única e exclusivamente em escritório, tudo tem solução. O importante aqui é ter um espaço, por menor que seja, para ser sua pequena bolha de trabalho: pode ser uma escrivaninha ou um cantinho, de preferência longe da sua cama, que com certeza vai ficar te chamando o dia inteiro de volta pra ela. Se mesmo assim for difícil fazer essa separação (quando a mesa só pode ficar no quarto, por exemplo), tente mudar o clima quando estiver trabalhando: organize tudo de uma forma mais séria, deixe um bloquinho de anotações ou papeis necessários por perto, e quando o “expediente” terminar, é só guardar tudo e desligar o modo hard worker!

Acorde mais cedo: Eu sei, eu sei, se você saiu de um emprego só pra trabalhar de casa a última coisa que deve querer é acordar cedo. Mas eu não digo 6h da manhã, pode ser às 9h por exemplo, só não comece seu dia às 14h, por favor! Cada um tem seu reloginho interno, é verdade, mas você concorda que quanto mais cedo começar o trabalho, mais cedo vai terminar? Foca nisso e vai, sério.

Faça look do dia: Trabalhar de pijama de vez em quando é muito bom, a sensação de liberdade é revigorante, mas já experimentou se vestir bonitinho como se tivesse hora pra chegar no escritório? A motivação e o sentimento de proatividade é imediato, porque o cérebro entende que se você teve o trabalho de se vestir, é porque tem algo a fazer, e faz todo o sentido. Além da disposição, estar pronto pra sair na rua deixa o item nº 4 mais fácil ainda, olha só:

Tire vantagem de ser freela: Como eu já disse antes, ser freela é fazer seu horário, é ter a liberdade que outros trabalhos não permitem, então tire proveito disso: saia de casa, veja pessoas, leve o computador pra um café e passe a tarde trabalhando lá, faça exercícios quando ainda é dia, vá à academia quando ela estiver mais vazia, enfim, não fique preso em casa como ficaria no escritório. Se você já estiver pronto como no item 3 então… essa logística fica mais fácil ainda.

Encare lazer como recompensa: Uma das maiores tentações sendo freelancer é parar tudo o que cê tá fazendo e abrir o Netflix. Não. Faça. Isso. Principalmente o Netflix, programado pra te fazer passar o máximo de tempo navegando nele. Você pode fazer o que quiser? Sim, o objetivo desse post é te manter motivado, mas vamos equilibrar isso aí: em vez de simplesmente sentar e assistir metade dos episódios de Stranger Things, use esse lazer como a recompensa por ter terminado as tarefas que você se propôs para o dia. A ideia é te manter no pique, então não me venha trabalhar 1 hora e querer fazer um intervalo de 4, use essa dica com moderação!

Lembre-se porque começou: Por último e não menos importante, pelo contrário, tente se lembrar de vez em quando quais foram os motivos que te levaram a ser um profissional freelancer. Se foi a insatisfação com o que tinha antes, a vontade de ser seu próprio chefe ou de fazer seus horários, pare e volte lá no início de tudo. Ah, e reveja suas conquistas também! É como escalar uma montanha: quando você olha pra baixo você vê o quanto conseguiu. E alpinistas não param na metade do caminho. Se permita sentir orgulho e continue a fazer o que está fazendo!

Eu tento pensar nessas dicas sempre que possível, pra manter tudo andando nos conformes pra mim e pros clientes. Gostou? Deixa um comentário aqui embaixo, me conta se já tinha tido algum desses insights sobre ser freela. ;)

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

decoração para quartos

Pleno começo de ano e todo mundo além de querer dar uma repaginada no visual e na vida, também quer dar aquela arrumadinha no quarto afinal todos nós acabamos enjoando ou da cor da parede ou dos móveis e aí vem aquela pergunta: “Onde eu estava com a cabeça quando escolhi isso?”

Contudo, não basta vontade para que o quarto se redecore sozinho, é necessário ter também o tal do dinheiro. E geralmente uma quantia alta já que até em saldões de lojas de decoração e planejados a peça mais barata gira em torno de R$150,00. Então aqui vai uma série de dicas que vão te ajudar a reformar o quarto sem gastar muito:

1) Regra fundamental: primeiramente é de extrema importância que você saiba que se não quer tirar muito dinheiro do bolso, terá que por a mão na massa. Isso inclui colar, lixar, pintar, cortar, costurar, mexer com fiações (para fazer tomadas, por exemplo) e talvez até pregar.

2) Criatividade: com certeza naquele quartinho bagunçado e cheio de coisas velhas que toda casa tem deve ter muita  peça que possa ser reaproveitada. Garimpar objetos, móveis e materiais que estão sem utilidade há um tempo é importante e pode acabar resultando em decorativos muito úteis. Um exemplo é esta guirlanda feita de pisca-piscas e copos descartáveis forrados com tecido (aprenda a fazer aqui).

guirlanda de copos

3) Tempo: Não adianta sair comprando tudo na primeira loja em que você entrar. Bom mesmo é dar uma boa pesquisada antes e procurar por lojas de confiança ou especializadas. Por exemplo, aqui em São Paulo, encontrei nos Armarinhos Fernando porta-retratos por R$ 4,99 e murais de cortiça por R$9,00 para colocar na parede do meu quarto. Um outro exemplo são caixas organizadoras, jamais as compre em lojas de decoração – a não ser que estejam em liquidação –, pois você sempre irá pagar mais caro. Procure comprá-las em lojas que vendam embalagens para presentes, lá o preço sai sempre mais em conta (numa loja habitual onde eu pagaria R$25,00 eu paguei R$ 13,00).

4) Humildade: Também é importante! Encontramos muita coisa nas ruas que podem ser reaproveitadas. Então se você ver algo por aí, jogado do lado de um poste e achar que possa lhe ser útil, não tenha medo nem vergonha! Além de estar economizando, você estará fazendo um favor para a natureza. Olha só essa gaiola: normalmente ela seria jogada fora, mas virou luminária e das bonitas!

sala

5) Confiança: Uma vez me ensinaram que não há nada que não possa ser feito pelas mãos do homem, o que existe é o número de vezes em que ele pode tentar. Então, confiança em você mesmo é crucial nessa área. Se você ver algo na internet ou em alguma loja que você mesmo possa fazer com materiais que você sabe que tem em casa, porquê não tentar? Arrisque sem medo e quantas vezes precisar.

As dicas podem parecer óbvias mas é sempre bom reuni-las em um só lugar para gente refletir um pouco. Continue atento ao Melhor Ângulo para mais toques sobre como economizar na hora da decoração.

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Penúltimo dia do ano. Todos já fazendo os preparativos e escolhendo roupas para ficarem lindos e chegar na praia ou onde quer que seja antes da virada. Preparei um post rápido para você que não tem muito tempo e pretende fotografar os últimos momentos de 2011 e os primeiros de 2012. Quando pensamos em fotos de ano novo, logo vem à nossa cabeça os fogos de artifício e a família, todos vestidos de branco (ou não). A dica para você que vai levar sua câmera compacta hoje à noite é: antes da hora de fotografar os fogos de artifício, entre no menu da sua câmera e veja se há um modo próprio para fogos, para não ter erro! E como é tudo muito rápido, tente colocar sua câmera num tripé ou em algum apoio pra não correr o risco de resultar em fotos borradas por causa da pouca luz noturna. Para fotografar a família, abuse da descontração e não se preocupe muito com ângulos. À noite não há câmera popular que sobreviva à pouca luz, então use o flash nesse caso! Mas no mais, não se preocupe tanto assim com as fotos. Na hora da virada deixe sua câmera guardada e vá fazer a contagem regressiva. O importante mesmo hoje é se divertir e ser feliz, afinal é a última noite do ano e queremos entrar em 2012 com o pé direito, não é? Fica a inspiração:

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Hoje é véspera de Natal, pessoal! E para não ter ninguém reclamando depois da falta de ideias, fotos ruins e tremidas, vou dar algumas dicas simples de fotografia para essa data, mas que vão fazer toda a diferença no resultado final.

Iluminação

Todo mundo sabe que Natal é sinônimo de muitas luzes coloridas por todos os cantos; aproveite isso da melhor forma! Em primeiro lugar, no caso de câmeras sem controles manuais (compactas) ou se você não sabe mesmo mexer neles direito, tente escolher aquele modo noturno que toda câmera tem, onde todos os ajustes vão se adequar automaticamente ao horário.

Se você tem uma câmera profissional ou bridge, tente capturar as luzes para que fiquem bem desfocadas e bonitas, deixando o diafragma o mais aberto possívelNas compactas, vale tirar fotos de enfeites e detalhes com as luzes no fundo usando a opção macro, assim você não fica de fora e também consegue um efeito semelhante. E se for possível, use o menos de flash que conseguir. Pode ser mais difícil, mas pelo menos faça uma tentativa antes de recorrer direto a ele.

Tripé ou apoio

Como a maioria das pessoas está acostumada com a facilidade e eficiência das câmeras ao fotografar na luz do dia, quando chega a noite tudo vira frustração. Com a falta de luz, o obturador precisa ficar mais tempo aberto para que o máximo de luz entre e a foto seja criada. Nesse tempo a gente mexe um pouquinho aqui, seu pai esbarra na sua tia ali, e no final tudo sai tremido. A solução é usar tripé ou qualquer apoio que esteja ao seu alcançe e quando for tirar fotos da família, que tal aproveitar pra brincar de estátua? Brincadeira, mas mande todos ficarem quietos! Hahaha.

Não é só família

Natal não é só foto da família completa rindo e fazendo pose. Fotografe todos os detalhes: o cachorro, as crianças brincando, a árvore, os presentes embaixo dela, as bolas coloridas, a comida na mesa, tudo!

Aproveitem a noite! E depois de tirar fotos o suficiente, guarde a câmera e vá comemorar com seus parentes, ok? Afinal muitas vezes todo mundo só se reúne nessa data, né? Agora que tal um pouco de inspiração?

Cachorros no Natal

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+