Tag: como decorar o quarto - Melhor Ângulo

Dando um pausa nos posts sobre como economizar na decoração, hoje vamos falar um pouco sobre organização. No fundo, no fundo, todos gostamos daquela baguncinha saudável no quarto, aquela que dá um “quê” pessoal em um lugar que julgamos só nosso. Mas venhamos e convenhamos, rola sempre um alívio quando nossa mãe passa e deixa tudo arrumado e limpo, vai dizer que é mentira? Principalmente quando temos que achar algum objeto perdido o mais rápido possível na correria do dia-a-dia.

Por isso, vamos resgatar lá do baú aquela mensagem que passei para vocês no primeiro post: “Primeiramente é de extrema importância que você saiba que se não quer tirar muito dinheiro do bolso, terá que por a mão na massa. Isso inclui colar, lixar, pintar, cortar, costurar, mexer com fiações (para fazer tomadas, por exemplo) e talvez até pregar.”

E, abre aspas para mais uma citação: “Humildade também é importante! Encontramos muita coisa nas ruas que podem ser reaproveitadas. Então se você ver algo por aí, jogado do lado de um poste e achar que possa lhe ser útil, não tenha medo nem vergonha! Além de estar economizando, você estará fazendo um favor para a natureza.”

Mas, antes de tudo, vamos falar um pouco sobre caixas organizadoras. Com certeza vocês já as viram em muitos lugares, mas nunca chegaram a perceber a extrema importância deste objeto. A vantagem de ter uma várias dessas é que por estarem disponíveis em diversos tamanhos e cores, pode-se incluí-las em vários ambientes. Além disso, elas são totalmente versáteis e você pode colocar dentro delas todos os objetos possíveis, os mesmos que antes davam um peso visual no seu quarto. Com uma composição legal, até uma estante velha e bagunçada, fica bonita.

Vocês podem encontrá-las em lojas de utilidades e/ou lojas de embalagens para presentes grandes. Em lojas de decoração também, mas geralmente são mais caras, de qualquer forma é sempre bom estar indo para dar uma olhada nas promoções.

Enfim, agora que já conhecemos a magia dessas caixas vamos falar de reciclagem. Sabe aquelas caixas de madeira que armazenam frutas e legumes na feira aí perto da sua casa? Então! Vocês já pararam para pensar o quanto esses caixotes podem ser úteis? Há pouco tempo atrás me deparei com alguns amigos que pegavam essas caixas e faziam de sapateira, resolvi pesquisar um pouco e voilá! A grande diversidade de re-utilização destes materiais é genial. Além de ser totalmente sustentável, é de baixíssimo custo para o nosso bolso, já que podemos – as vezes – pegar de graça na feira, o normal é comprar dos comerciantes.

O interessante desses caixotes é que quando empilhados podemos utilizá-los como estantes, criados-mudos, prateleiras, sapateiras e até, quem sabe, mini-hortas. Por isso não se acanhem, corram para a feira! Peçam, insistam e, como última opção, paguem. Peguem no mínimo três desses e ponham a mão na massa. Usem uma lixa bem grossa (de grana 60 está de bom tamanho) na madeira para tirar as imperfeições e caso não queiram pintar, apliquem um pouco de cola misturada com água, para impermeabilizar a madeira, deixando-a assim, mais resistente à umidade.

Eu gostei tanto da ideia que no final peguei foram 5 caixotes para utilizar aqui em casa e os enchi de livros, já que estava sem lugar para colocá-los. Mas a maneira de utilização desses caixotes é variável e totalmente pessoal.

Por fim, procurando aqui pela internet, achei um vídeo da revista Casa & Jardim, mostrando o trabalho de 3 designers e a solução que eles chegaram na utilização do caixote. É claro, sem gastar muito. Vale a pena dar uma conferida:

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

decoração para quartos

Pleno começo de ano e todo mundo além de querer dar uma repaginada no visual e na vida, também quer dar aquela arrumadinha no quarto afinal todos nós acabamos enjoando ou da cor da parede ou dos móveis e aí vem aquela pergunta: “Onde eu estava com a cabeça quando escolhi isso?”

Contudo, não basta vontade para que o quarto se redecore sozinho, é necessário ter também o tal do dinheiro. E geralmente uma quantia alta já que até em saldões de lojas de decoração e planejados a peça mais barata gira em torno de R$150,00. Então aqui vai uma série de dicas que vão te ajudar a reformar o quarto sem gastar muito:

1) Regra fundamental: primeiramente é de extrema importância que você saiba que se não quer tirar muito dinheiro do bolso, terá que por a mão na massa. Isso inclui colar, lixar, pintar, cortar, costurar, mexer com fiações (para fazer tomadas, por exemplo) e talvez até pregar.

2) Criatividade: com certeza naquele quartinho bagunçado e cheio de coisas velhas que toda casa tem deve ter muita  peça que possa ser reaproveitada. Garimpar objetos, móveis e materiais que estão sem utilidade há um tempo é importante e pode acabar resultando em decorativos muito úteis. Um exemplo é esta guirlanda feita de pisca-piscas e copos descartáveis forrados com tecido (aprenda a fazer aqui).

guirlanda de copos

3) Tempo: Não adianta sair comprando tudo na primeira loja em que você entrar. Bom mesmo é dar uma boa pesquisada antes e procurar por lojas de confiança ou especializadas. Por exemplo, aqui em São Paulo, encontrei nos Armarinhos Fernando porta-retratos por R$ 4,99 e murais de cortiça por R$9,00 para colocar na parede do meu quarto. Um outro exemplo são caixas organizadoras, jamais as compre em lojas de decoração – a não ser que estejam em liquidação –, pois você sempre irá pagar mais caro. Procure comprá-las em lojas que vendam embalagens para presentes, lá o preço sai sempre mais em conta (numa loja habitual onde eu pagaria R$25,00 eu paguei R$ 13,00).

4) Humildade: Também é importante! Encontramos muita coisa nas ruas que podem ser reaproveitadas. Então se você ver algo por aí, jogado do lado de um poste e achar que possa lhe ser útil, não tenha medo nem vergonha! Além de estar economizando, você estará fazendo um favor para a natureza. Olha só essa gaiola: normalmente ela seria jogada fora, mas virou luminária e das bonitas!

sala

5) Confiança: Uma vez me ensinaram que não há nada que não possa ser feito pelas mãos do homem, o que existe é o número de vezes em que ele pode tentar. Então, confiança em você mesmo é crucial nessa área. Se você ver algo na internet ou em alguma loja que você mesmo possa fazer com materiais que você sabe que tem em casa, porquê não tentar? Arrisque sem medo e quantas vezes precisar.

As dicas podem parecer óbvias mas é sempre bom reuni-las em um só lugar para gente refletir um pouco. Continue atento ao Melhor Ângulo para mais toques sobre como economizar na hora da decoração.

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+