Tag: comida - Melhor Ângulo

Já se passaram mais de 5 meses desde o último post de inspiração aqui no blog, então nada melhor do que colocar a tag de volta à ativa, certo? O tema de hoje é “piqueniques”, com direito a fotos de muitas comidinhas gostosas, toalhas bem bonitas (ou lençóis, ou mantas, ou cangas) e um solzinho leve típico de manhãs de domingo.

Quem sabe não é o momento de se planejar para fazer um rico de um piquenique no fim de semana? Aproveite a manhã preguiçosa de domingo e corra com sua família e amigos pra um parque, uma universidade, ou qualquer lugar aberto com bastante grama e verde! E claro, não esqueça a câmera pra fotografar tudinho. :)

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Fotografia de comida já é uma área que me fascina por si só. Junte isso ao fato de eu ser uma pessoa toda metódica e cheia de maniazinhas de organização e você vai entender porque eu adorei as fotos desses dois trabalhos do fotógrafo e ilustrador Florent Tanet para a revista The New Yorker e para a La Grande Epicerie de Paris, no Le Bon Marché, respectivamente.

Em fundos de cores pastel (principalmente o rosa), Florent organizou frutas e hortaliças — cortados ou não, com casca ou não — de forma sempre alinhada, seja simetrica ou assimetricamente. É legal ficar olhando e tentando imaginar de que ângulo a foto foi tirada e como algumas perspectivas foram feitas. Ele não dá detalhes do objetivo das fotos nas duas ocasiões, então fica por nossa conta tentar entender pra qual proposta o trabalho foi feito. :)

Para ver tudo, é só vir aqui e aqui.

Florent Tanet (1)

Florent Tanet (2)

SONY DSC

Florent Tanet (4)

Florent Tanet (5)

Florent Tanet (6)

Florent Tanet (7)

Florent Tanet (8)

SONY DSC

Florent Tanet (10)

Florent Tanet (11)

Florent Tanet (12)

Florent Tanet (13)

Florent Tanet (14)

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Quando eu encuco com alguma coisa eu só fico pensando naquilo uns bons dias. De duas semanas pra cá, a obsessão da vez tem sido os cookies, da versão tradicional americana (com gotas de chocolate) até as mais diferentes variações. O ápice dessa história foi no domingo passado, quando eu decidi me arriscar na cozinha do meu humilde apartamento e tentar uma receita.

A escolhida foi essa aqui, do Gastronomismo. Acho que não preciso repostar os ingredientes e o modo de preparo, porque fiz basicamente igual a Isadora mesmo. A diferença é que eu dividi a receita pela metade (não queria perder tudo se desse errado) e não usei as especiarias. E não é que deu super certo? Os cookies não ficaram tão altinhos quanto os do vídeo, mas gostei deles mais chatos, me lembrou os do Subway, sabe? Mas se bem que pode ter sido sorte de iniciante, porque na sexta seguinte eu fiz mais algumas fornadas e não deu tão certo, hahaha. Vamos esperar uma terceira tentativa para um veredicto. :)

É claro que eu não deixei a câmera de lado nessa brincadeira. Olhem só algumas fotos:

Como eu disse no Facebook: Morar sozinho não precisa significar viver de miojo. ;)

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Lorena Arance

Um dia desses eu twittei Quero ser como essa gente de filme que deixa uma mesa gigante de café da manhã de lado, pega uma maçã e sair comendo pro trabalho.”

Pois é, eu sempre admirei esse tipo de pessoa que leva, ou pelo menos aparenta levar uma vida casual e despreocupada (no bom sentido) em todas as áreas da vida, até mesmo em relação a alimentação: come quando tem fome, faz seus próprios lanches (e eles ficam ótimos), coloca determinada camisa porque ela é confortável e pode deitar no sofá ao som da chuva porque já se organizou e não vai ter problemas em terminar aquele trabalho.

Lorena Arance é uma amante da vida e da fotografia que me inspira desde quando eu conheci seu Flickr e seu trabalho. Ela nasceu em Palma de Maiorca, Espanha e hoje é uma mulher de 30 anos, formada em Imagem e Som e que se aventura em registrar o dia-a-dia com sua câmera analógica para depois compartilhar no blog pessoal.

Lorena Arance

Lorena Arance

Só pra você ter uma ideia, leia a opinião dela sobre fotografia e sobre como ela conversa com essa prática todos os dias:

“Você pode escolher o lugar que você quiser. Você ficaria surpreso com a beleza encontrada em um campo abandonado no meio da estrada ou no terraço de sua casa. Não importa. Basta colocar a sua espontaneidade, ser você mesmo. Seja você tímido, triste ou feliz . A beleza só pode ser encontrada na imperfeição.

Não importa o tempo. Eu não sou esse tipo de fotógrafo que coloca um ponto final a uma sessão. As regras limitam, apertam, tensionam. Eu quero conversar, você pode colocar uma música ou acender o incenso que você gosta. Relaxe. Passe um dia diferente…”

É como a Christine disse na página de perfil da Lorena no Flickr: ela faz com que o dia-a-dia pareça Monet, as fotografias são simples, mas de tirar o fôlego, poesia para os olhos e para a alma.

Dentre os temas cotidianos de suas fotos, o que eu mais gosto com certeza é o que trata de comida: os cafés da manhã, lanches, o tempo passado na cozinha… Olha as que eu separei:

Lorena Arance

Lorena Arance

Lorena Arance

Ficar olhando dá até um ânimo pra esse início de semana, né? O que acharam?

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+