Tag: campanha - Melhor Ângulo

É super empolgante estar na internet e poder olhar as fotos lindas no flickr, no weheartit, tumblr, etc, né? Dá uma vontade louca de pegar a câmera e tentar tirar alguma parecida, tentar fazer uma foto perfeita como as que a gente vê. Mas às vezes você olha pra sua casa e todo o seu ânimo desce pelo cano, você já não aguenta mais usá-la como seu mini-estúdio e as fotos sempre terem o mesmo fundo, afinal, na maioria das vezes só gostamos de um lugar da casa para tirar nossas fotos.

Um bom cenário não precisa ser necessariamente ser perfeito, o céu não precisa estar exatamente sem nenhuma nuvem, e não precisa haver grama verdíssima e brilhante. Você só precisa de criatividade! E guarde bem essa palavra, quem gosta de fotografar esbarra com ela em todo lugar! Bem, toda cidade, por mais simples que seja tem algum lugar bonito e arrumadinho que você pode aproveitar: um sítio, casas históricas dessas que todos visitam, até mesmo um campo de futebol limpinho. O remédio pra ter idéias, como eu disse, é ver outras fotos, a vontade vem e as lâmpadas começam a piscar em cima da sua cabeça!

Se você mora em uma cidade grande melhor ainda, são muitas opções, seu pai ou sua mãe vão ter que te ajudar pra te carregar por aí de carro, você só vai ter o trabalho de convencê-los a isso, mas você já sabe as táticas pra conseguir as coisas com seus pais, né?

A campanha é o seguinte: conheça sua cidade! Ande por aí, vá a lugares que nunca foi, explore mesmo todo o cantinho da sua metrópole ou da sua roça! Duvido que nenhum lugar vai te chamar a atenção.

Contudo, pare uma hora e esqueça tudo que eu falei. Preocupe-se sim com o cenário, ele vai dar charme à foto, mas não esqueça do(a) modelo, de você se for o caso. Se arrume, fique bonito(a), aí ninguém vai lembrar de reparar no cenário improvisado no meio do campo de futebol, vai olhar pra quem está de fato jogando!

Falei tanto de se inspirar, então por que não começar agora?

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Zé Zorzan

Imagine a cena: Alguns parentes chegam, ou amigos, ou a(o) namorada(o), e em algum momento da conversa um deles sugere que o outro pegue os álbuns antigos da família para relembrar as festas de aniversário, as viagens à praia, as gestações… todos ali em volta do sofá folheando as fotos protegidas por películas de plástico transparente. De repente, uma das crianças mais novas da família chega do quarto entediada com a programação ruim na TV e ao vê-la, a mesma pessoa que sugeriu o álbum, agora tem a ideia de ver as fotos da criança quando ela era recém-nascida, coisa de 4 anos atrás: “Vamos lá no computador que o Sebastião Roberto pode parar o trabalho da escola um pouquinho pra gente ver.” “Pelo amor de Deus, passa isso mais devagar, Tião!”

Perceberam a diferença? Com certeza isso já aconteceu com você ou perto de você, né?

Não que eu sou contra a fotografia digital, muito longe disso. Mas eu sinto falta de como era mais interessante tirar uma hora de um domingo para sentar no sofá depois de um banho, pegar a caixa de sapato cheia de álbuns de 1900 e guaraná de rolha e olhar com calma, uma por uma, apreciando. No computador, você senta na mesma cadeira que leu e-mails estressantes e que passou horas procrastinando no Facebook, nem um pouco sagrado para um momento que deveria ser relaxante e perceptivo.

Foi pensando nisso que eu decidi começar o projeto-campanha 11 Por Mês, que se resume basicamente em imprimir 11 fotos, em cada um dos 12 meses a partir de 2013, ou seja, para a vida toda! O resultado será um punhado com 132 fotos representando o ano todo, o que é uma quantidade mais do que suficiente, não acham?

Sem regras, sem necessidade de planejar e clicar fotos especialmente para o projeto. Apenas fotografe durante o mês. Quando ele estiver em seus últimos dias, sente no computador, selecione as 11 mais legais e leve para imprimir! Não precisam ser fotos dignas de Flickr, basta serem registros: dos amigos na festa aos felinos no Instagram.

Como prometi, resolvi usar esse tema para gravar o primeiro vídeo do blog onde eu apareço, hahaha. Nele eu explico basicamente o que já está escrito no post, mas vale assistir. Só não reparem: eu estava com vergonha.

O projeto tinha uma intenção mais pessoal no início, mas decidi tentar cultivar a ideia e ver se mais pessoas topam encher as caixas de sapato comigo. Para isso, convidei alguns blogueiros e vocês leitores para escreverem sobre o projeto e tentarem comigo! Basta postar todo fim de mês falando sobre as fotos escolhidas e mostrando elas bonitinhas e impressas para os leitores. Caso não queira explicar como o projeto funciona, criei uma página específica para isso, é só deixar o link no post. :)

E se quiser clicar suas 11 fotos reunidas e postar no Instagram ou Twitter, não se esqueça de usar a tag #11pormesNa fan page do blog também tem uma imagem para compartilhar o projeto-campanha com seus amigos e incentivá-los a aderir!

É isso, não espero um grande sucesso, mas não quis privar todo esse pensamento comigo, juntem-se a mim nesse propósito! Espalhem essa ideia!

Por uma memória melhor documentada.

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+