Tag: 35mm - Melhor Ângulo

Em novembro do ano passado, a cantora Lauren Jauregui do grupo Fifth Harmony posou com sua até então namorada Lucy Vives para um ensaio feito pela fotógrafa Nicole Cartolano. Até aí tudo normal, não fosse o detalhe de que as três são amigas e as fotos foram bem pessoais, feitas em 35mm no nosso querido processo analógico e sem nenhuma grande revista envolvida na produção.

Os fãs já sabiam do ensaio desde o início e estavam ansiosos para ver o resultado, e ele saiu em março desse ano, publicado pela própria fotógrafa no Instagram. De cara dá pra ver que o clima é realmente bem pessoal e íntimo, as fotos parecem ter sido feitas em um passeio de um dia gostoso e tranquilo, numa espécie de parque mais escondidinho do resto do mundo.

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Nicole contou em uma entrevista para a MTV que era possível notar que Lauren Jauregui e Lucy tinham sido melhores amigas por muito tempo, já que se conhecem desde o ensino médio. E que, mesmo que as meninas não estejam mais juntas, elas estão felizes que as fotos foram lançadas, afinal é um lembrete de um momento muito bom. Sensato, né?

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Uma curiosidade é que a fotógrafa passou a adolescência em São Paulo, onde foi inspirada pela liberdade na arte de rua e na cultura do skate. Ela considera sua arte como uma terapia, e o principal motivo para usar filme em vez de digital é o processo intencional de capturar o momento com uma câmera manual. O risco de perder uma foto por alguma falha técnica? Pra ela vale a pena, levando em conta a magia da imprevisibilidade e a aparência natural que o 35mm deixa nas imagens. Eu assino embaixo!

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Nicole Cartolano · Site · Instagram · Facebook
Lauren Jauregui · Instagram · Site
Lucy Vives · Instagram

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Ando apaixonado pelas fotos de uma usuária do Flickr, a Roza. É o tipo de fotografia que eu sempre gostei: analógica, de situações cotidianas como passeios, cafés, câmeras, árvores, gatinhos, flores, papeis e muita madeira, tudo isso ambientado em um clima claramente frio, mas com um sol matinal sempre presente. Sério, esses momentinhos me inspiram demais, acontecendo no meu dia-a-dia ou quando são retratados por outras pessoas.

Pena que a responsável pelas fotos desse post não tem mais nenhuma informação sobre si no Flickr e em nenhum outro lugar, inclusive a conta do Instagram está desativada. Dar de cara com vários nadas foi até um pouco desesperador, mas ao mesmo tempo interessante: como ela consegue? Só nos resta apreciar as fotinhas mesmo. :)

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Viu que ela (ou alguma amiga) tem uma Zenit 122 como eu? As fotos passaram um pouco de calma pra você também?

Roza · Flickr

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Andre Hsiao

Tá que a gente adora fotografia analógica e morre de desejo pelas câmeras da Lomography ou mesmo algumas SLR clássicas. Mas quem aí nunca se deparou com a dúvida dos vários formatos formatos de filmes que existem por aí? Quais as diferenças entre eles? E os nomes?

O post de hoje iria ao ar uma hora ou outra, mas resolvi fazer de uma vez a pedido da Therry, minha amiga das internetas. Ela encontrou em casa uma câmera analógica da Turma da Mônica e tá louca da Silva para colocar um filme e sair fotografando. Hoje vocês e ela vão entender como tudo funciona. ;)

135: O filme 135 é o formato de filme mais usado nas câmeras analógicas hoje, suas fotos de família mais recentes guardadas naquelas caixas de sapato com certeza foram feitas com ele! Ele é mais conhecido como 35mm porque essa é aproximadamente a largura do filme e ele é muito fácil de encontrar: lojas de fotografia, óticas ou bancas de jornal geralmente vendem.

Fisicamente, o filme fica enrolado em uma bobina de plástico para protegê-lo da luz. Os buraquinhos em cima e embaixo ajudam na hora de colocar o filme na câmera (caso ela possua aquele auto relevo para encaixar os buraquinhos), e dão segurança, para que ele não fique solto dançando lá dentro.

120 e 220: O filme 120 está na categoria dos filmes de médio formado, mas a película em si não é muito diferente do 35mm, ele é apenas cortado e embalado de outra forma. Ao invés de vir dentro de uma bobina, ele é enrolado por fora dela e a proteção da luz é feita por uma camada de papel que cobre toda a extensão do filme.

As câmeras que usam o 120 podem fotografar em dois formatos: 60x60mm (quadrado, gerando 12 poses) ou 4,5x60mm (retangular, gerando 15 poses). Diana F+ e Holga 120 PAN são exemplos de câmeras que fotografam em 120.

Mas e o 220, Zé? Resumidamente, o 220 tem o dobro de filme do 120, ou seja, o dobro de poses. Hoje em dia ele não mais fabricado, mas ainda dá pra encontrar alguma coisa no Ebay.

110 e 126: Os filmes 110 e 126 foram lançados pela Kodak nas décadas de 60 e 70, são muito fáceis de colocar e tirar das câmeras e foram muito utilizados na linha Kodak Instamatic. O 126 era utilizado na câmeras maiores da linha e fazia fotos 26x26mm (quadradas). Hoje ele não é mais fabricado. O 110 era particularmente dedicado aos modelos “pocket” das Instamatic’s, ou seja, menores que as originais, para serem levadas para todo lugar.

Hoje, a Lomography possui em seu catálogo a Fisheye Baby, que utiliza filmes 110 também fabricados por eles. Por ser bem pequeno (13mm), as fotos não podem ser muito ampliadas e o ruído é quase sempre bem forte, mas aí vai do gosto pessoal de cada um. ;)

Antes de comprar uma câmera analógica, pesquise sobre qual filme ela utiliza para já saber em que barco está entrando. E ao comprar o filme, lembre-se sempre de ler as informações na caixinha; lá você encontra a sensibilidade, o tamanho, a quantidade de poses e também algumas recomendações para preservar o filme e não perder suas fotos.

Espero que tenham gostado do post. :)

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+