Melhor Ângulo - Fotografia, decoração, design e tudo o que me inspira!

Há um tempo atrás, me deparei com o termo fotografia em um ramo que eu definitivamente não imaginava: o cinema. A pergunta que vinha na minha cabeça era: “O que uma coisa tem a ver com a outra se a fotografia trabalha com imagem estática e o cinema com imagens em movimento?” Acontece que o sentido do termo não é o mesmo em todos os casos.

O setor de fotografia num filme está ligado à detalhes como: a estrutura de planos (basicamente o ângulo de onde a câmera vê o objeto em cena), o tipo de luz utilizada, o enquadramento (como a cena é “cortada” na tela), a qualidade da imagem, o contraste, as lentes utilizadas e os mais visíveis ao espectador: os filtros, que são as cores, os tons da imagem. É fato de que as cores podem influenciar na estado de espírito da cena (drama, comédia, romance), na temperatura (calor, frio, tempo nublado) ou mesmo no tempo (aparência de cenas antigas, ou lembranças, os famosos flashbacks).

Um filme que contém uma boa fotografia já ganha pontos para premiações. No Oscar por exemplo, existe uma categoria específica pra isso! Não é apenas filmar, editar e pronto. Assim como quando a trilha sonora é escolhida, antes é preciso sentar e discutir sobre do que o longa se trata e então decidir como será a fotografia empregada. Vou mostrar alguns poucos exemplos de filmes que se destacaram nesse aspecto.

O FABULOSO DESTINO DE AMÉLIE POULAIN
Note os tons esverdeados e avermelhados e as cenas irreverentes em determinados momentos. Tudo foi notado. O filme foi concorrente ao Oscar de Melhor Fotografia em 2002.

AVATAR
Tons azulados no decorrer de todo o filme, de certa forma combinando com as criaturas de Pandora

HARRY POTTER E O ENIGMA DO PRÍNCIPE
Tons principalmente acinzentadas, pouco constraste e pouco brilho, dando um aspecto sombrio próprio da saga.

SUCKER PUNCH: MUNDO SURREAL
Filme de Zack Snyder, diretor já acostumado a focar muito na estrutura de planos (muito lembrado por usar ângulos bem ousados, como em 1:08 no vídeo) e nos tons de suas produções. Nesse filme, nota-se em vários momentos as cores esverdeadas, amareladas e azuladas, as duas últimas muito ligadas a momentos do filme onde a temperatura é baixa ou alta.

A ORIGEM
Bem parecido com Sucker Punch no quesito fotografia, tanto nos tons (um pouco mais acizentado, talvez) quanto nos ângulos, principalmente panorâmicos.

Quando começo a entender coisas assim que mudam minha visão de algo, gosto de compartilhar com vocês pra espalhar mesmo o que eu aprendi. Próxima lição que eu tiver, venho aqui e conto tudo pra vocês! E se tiverem sugestões de posts para fotografia, por favor comentem ou mandem replies no twitter, me ajuda bastante e evita que eu suma da categoria por falta de assunto.

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

A Breeze é uma japonesa que tira fotos analógicas amadoras (pasmem!) de situações e objetos do cotidiano, a maioria ao ar livre, nas ruas, dia e noite. Reparando nos temas você vê que ela adora flores, folhas, bicicletas, balanços e gatos. É de verdade um dos meus flickrs favoritos, se eu não me engano já falei dela num Passeando pelo Flickr, mas precisava compartilhar um post dedicado só à ela!

Gostou do trabalho da Breeze? Essas fotos não são nem o começo, dá uma olhada no flickr dela, vontade de favoritar todas!

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Se você é um “flicker”, aposto que em algum momento você já deu de cara com o dela. Melina tem 23 anos, mora em Curitiba (que inveja) e a fotografia está na lista do que ela mais gosta de fazer em seu tempo livre. Além da câmera, ela adora coisas fofas, ler, ouvir música, brincar com seus ratinhos (que na verdade são ratazanas), com seu cachorro Spock, assistir filmes e fazer lanches noturnos com sua mãe e seu irmão! Convidei a Melina para uma entrevista porque ela sempre foi um destaque na minha lista de fotógrafos favoritos por seu estilo original e bem pessoal, e aposto que também é inspiração pra muita gente por aí!

Fizemos a entrevista digamos que “separados”, porque não pude ficar online enquanto ela respondia as perguntas. Mas enquanto nos falamos, a Mel foi super simpática e fofa e eu já esperava isso dela! Mas vamos ao que interessa, né?

FALANDO UM POUCO SOBRE FOTOGRAFIA

Zé: Você é bastante conhecida entre os usuários do Flickr por suas fotos fofas, sua espontaneidade e suas ratazanas super fotogênicas. O que acha disso?

Mel: Muito obrigada (: Eu acho isso mágico e fico bem feliz! Acho gratificante saber que é essa a imagem que as pessoas têm do meu trabalho.

Zé: Quando começou a se interessar pela fotografia?

Mel: Desde pequena eu sempre gostei de fotografia porque minha mãe vivia com a câmera em mãos registrando TUDO (ok, quase tudo) o que eu e meus irmãos faziamos. Ganhei a minha primeira câmera aos 9 anos, no Natal. Lembro que fiquei MUITO feliz e sai fotografando várias coisas aleatórias.

Zé: Quais as câmeras que você já teve?

Mel: A minha vida por trás das câmeras começou com uma analógica da Kodak (ganhei em 1997). Depois de alguns anos eu comecei a usar a câmera da minha mãe, que era uma Olympus Trip 35. Em 2004 a era das câmeras digitais chegou na minha casa com uma Olympus D560 (que eu usei até a câmera pedir pra se aposentar, tadinha). Depois de ver o meu desespero (e o da minha mãe, claro) por estar sem câmera, o meu pai comprou uma Cyber-Shot DSC-S650 em 2007. Um ano depois eu, minha mãe e meu irmão ganhamos a Canon EOS Rebel XTi :)

Zé: O que mais gosta de fotografar? Você mesma, outras pessoas ou objetos e animais?

Mel: Nossa, essa pergunta é difícil! Eu gosto muito de fotografar todas as opções. Hum…já sei! Vou colocá-las em ordem decrescente: me fotografar, animais, objetos e outras pessoas :)

Zé: Você se sente estranha quando fotografa perto de outras pessoas? Aliás, você fotografa perto de outras pessoas?

Mel: Fotografo sim, mas não muito! Eu fico com MUITA vergonha quando eu vou me fotografar na frente de outras pessoas. Acho que isso justifica o fato da maior parte das minhas fotos serem tiradas dentro do meu quarto :P Também fico com vergonha quando eu tenho que fotografar algum evento (já fotografei alguns congressos da Sociedade Brasileira de Dermatologia), mas nesses casos a vergonha só me acompanha no começo mesmo. Quando eu saio para fotografar algum objeto (como o Sheep) eu não fico com muita vergonha, só um pouquinho. Nossa, agora que eu respondi essa pergunta eu percebi o quanto eu fico com vergonha de fotografar em público. Que coisa!

Zé: Quais são os cenários favoritos para boas fotos na sua opinião?

Mel: Acho que isso depende muito do que vai ser fotografado e eu acredito que com imaginção você pode tirar ótimas fotos em qualquer que seja o cenário. Fotos ao ar livre e com luz natural são as melhores na minha opinião :)

Zé: Você usa o Photoshop pra dar aquele up nas fotos? Faz seus efeitos manualmente ou usa actions?

Mel: Eu sou muito leiga com Photoshop. Não sei sei usar quase nada (só balanço de cores e olhe lá). Eu edito minhas fotos manualmente no PhotoFiltre.

Zé: E quais são seus tipos de efeitos favoritos? Pode disponibilizar para as leitoras e leitores?

Mel: Ultimamente ando em uma fase de tons claros e fiquei bem feliz em ver que essa fase foi bem aceita no meu flickr (quando eu comecei a receber visitas as pessoas comentavam que gostavam dos tons fortes das minhas fotos, então quando eu mudei eu fiquei achando que o pessoal não gostaria muito, mas não foi bem assim :D). Claro que sim :) Eu fiz um post no meu blog explicando como faço a edição das minhas fotos.

Zé: Tem alguma dica de como conseguir um fundo perfeito para as fotos?

Mel: O fundo perfeito depende do que você quer colocar em foco na foto. Antes de pensar no fundo imagine a foto e depois veja onde você pode encontrar um fundo que combine com ela. Pode ser um canto do seu quarto, o corredor da sua casa, o muro do vizinho, o seu armário aberto etc. Só tem que tomar cuidado para que a composição da foto fique harmônica :)

Zé: Acha bom ou ruim quando as pessoas usam suas fotos no Tumblr ou outros sites?

Mel: Eu não me importo quando vejo fotos minhas sendo reblogadas em tumblrs ou favoritadas no WeHeartIt, desde que elas estejam linkadas pro meu flickr/blog ou com o devido crédito. É legal ver que as pessoas gostam da sua foto, mas é triste ver que elas não sabem que é sua :P Eu mesma fico chateada quando acho uma foto linda em um tumblr, reblogo e vejo que não está linkada para o dono da foto. Acho que colocar o link não custa nada, né? Além de ser uma questão de respeito com o fotógrafo.

Zé: Em qual lugar você fica mais a vontade pra tirar a câmera da bolsa e sair fotografando?

Mel: Em pontos turísticos aqui de Curitiba, mas nunca saio sozinha porque morro de medo de ser roubada.

UM POUCO SOBRE VOCÊ

Zé: Seus animaizinhos de estimação são ratazanas, certo? Sempre gostou delas?

Mel: Desde pequena eu sou apaixonada por roedores e sempre sonhei em ter um hamster, mas nunca tive um. Desde que vi uma ratazana pela primeira vez me apaixonei por elas :)

Zé: De onde veio seu amor por Paris?

Mel: O meu amor por Paris aumentou depois de assistir “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain” (:

Zé: Vi que você ama meias-calças. Faz idéia de quantas diferentes você tem? E qual você prefere?

Mel: Olha, eu não tenho ideia de quantas eu tenho, mas eu sempre tento comprar duas de cada porque morro de medo que estrague e eu fique sem ela :P A minha favorita é a de corações fio 20. Acho muito lindinha e romântica!

Zé: Seu quarto é lindo! O que mais gosta nele?

Mel: Obrigada! :) O que eu mais gosto é a iluminação dele! Sempre me ajuda na hora de fotografar!

Zé: Onde você compra todas essas coisas fofas? Alguma loja online ou é na sua cidade mesmo?

Mel: Geralmente compro em lojas daqui de Curitiba mesmo. Algumas coisas eu ganhei de presente e outras comprei em lugares que viajei :)

Zé: Qual seu estilo musical? Alguma banda ou cantor(a) favorito(a)?

Mel: Eu sempre tenho que me controlar na hora de falar sobre o meu estilo musical. Posso tentar resumí-lo colocando o link do meu lastfm. Minha banda favorita é The Beatles. Cresci ouvindo graças a minha mãe!

Zé: E pra finalizar, conta pra gente: quais são suas inpirações, tanto na fotografia quanto como pessoas?

Mel: Minhas fotografias são inspiradas em meus sonhos, músicas, filmes, livros e também em outras fotografias :) Como pessoa eu me inspiro muito na minha mãe e na Pollyanna (do livro Pollyanna de Eleanor Potter). Muito obrigada pela entrevista, Zé! Fiquei bem feliz com o convite :)

Nós é que agradecemos, Mel! Hora de adicioná-la nos amigos do flickr e seguí-la no twitter, gente! Aqui estão todos os links dela pra não perder mais de “vista”!

FLICKR – BLOG TWITTER FORMSPRING – FACEBOOK


Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Esra Roise é uma ilustradora da cidade de Oslo, capital e maior cidade da Noruega. Segundo sua própria descrição, ela se inspira em situações pequenas e sem importância do dia-a-dia, fotografias espontâneas, pessoas próximas, moda, música e lembranças constrangedoras.

Os desenhos dela são feitos em geral usando grafite, depois são cuidadosamente trabalhados com aquarela e alguns são finalizados digitalmente, alterando e acrescentando algumas cores. O lindo resultado você vê agora:

Gostou? No site você encontra os últimos trabalhos, os mais antigos e o about completo dela, corre lá!

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+