Melhor Ângulo - Fotografia, decoração, design e tudo o que me inspira!

Quem me segue no Twitter ou já leu meu perfil aqui no blog deve saber que comecei meu curso de Design esse ano na UFJF e pra isso tive que mudar pra Juiz de Fora, uma cidade bem maior que a minha roça habitual (Cataguases). Como a vida não me abençoou com barras de ouro que valem mais do que dinheiro de bandeja, não pude alugar um apartamento pra morar sozinho e acabei me juntando à dois amigos que fizeram o Ensino Médio comigo montando uma república. Depois de um ano aprendendo algumas coisas aqui e outras ali sobre o assunto acho que já posso escrever esse post pra você que terá o mesmo destino que eu em 2012. As dicas vão do tema dinheiro à convivência, anota aí:

1) De quanto dinheiro vou precisar esse mês? No início de todo mês faça uma lista com todos os gastos que serão feitos. Na minha por exemplo entrava aluguel, conta de luz, conta de telefone (com internet), passagens de ida e volta pra minha casa aqui em Cataguases, alimentação e extras. Os itens com preços variáveis como contas de luz e telefone você deve definir em média olhando as contas passadas. E sim, defina um limite de gastos para alimentação com base no primeiro e segundo mês de república pra não exagerar nos próximos. Pense nesse valor dividido por 4 semanas, fica mais fácil de controlar.

2) Anote o que você gastou hoje: tenha um caderninho pra fazer toda semana uma tabela com os 7 dias e anotar no fim de cada um o que você gastou no mercado, cantina da faculdade, etc. No domingo pegue essa mesma tabela e “dê baixa” nas contas do dinheiro que você ainda tem.

3) Defina o que você come: o ideal é cada um comprar, fazer e comer sua própria comida, mas isso só existe num mundo perfeito com cachoeiras de chocolate e nuvens de algodão-doce. Quando alguém comprar alimentos básicos do tipo arroz, feijão, óleo, tempero, carnes e produtos de limpeza (papel higiênico, desinfetante, sabão em pó), pegue a nota fiscal e divida pela quantidade de moradores da república. Se esse alguém comprar muito além do que você deseja consumir, avise que irá circular na nota fiscal aquilo que lhe interessa e faça as contas dos itens. Não preciso dizer que depois você, uma pessoa de noção não atacará o chocolate do colega às 2 da madrugada, né?

4) Nunca esconda comida: as pessoas que moram com você são pessoas legais, afinal você estaria morando ali se não fossem? Então não há necessidade de esconder sua comida, e nem eles as deles. Uma outra ou outra (numa faxina geral por exemplo) sua despensa secreta pode ser descoberta e a fama de egoísta estará magicamente nas suas costas.

5) Usou, lavou: não deixe acumular louça, lave a sua logo depois de usar. Ninguém quer nem vai lavar louça dos outros e quando ela acumula, meu caro… Não há espada que vença o monstro em menos de 3/4 de hora.

6) Escolha um cômodo pra limpar: dar faxina na casa não é fácil por isso além do seu quarto (obrigação, né?) escolha mais um cômodo pra deixar sempre limpo e diga aos seus colegas que façam o mesmo. Aquele que pegar um mais fácil de limpar fica com mais uma tarefa como cuidar de jogar os alimentos vencidos/estragados/mofados fora e organizar a geladeira.

7) Mal humor? Acordou de mau humor ou teve um dia estressante? Feche a porta do quarto e se isole porque ninguém quer levar patada de graça. A dica serve também se o “nervosinho” for algum dos moradores.

8) Pague as contas o mais rápido possível: divida a responsabilidade de pagar as contas, o ideal é que cada um pague sempre uma (estou falando do ato de ir até a lotérica, mercado ou banco, não de dar o dinheiro) e que seja o mais rápido possível afinal dinheiro não é problema se você seguiu a dica número 1. As contas que tiverem datas de vencimento próximas podem ser dadas a uma única pessoa.

9) Aproveite a experiência pra ser mais independente: evite ir todos os fins de semana pra casa dos pais, uma vez por mês é o suficiente. Isso te dará a independência que você precisa começar a ter nessa fase e economia pro bolso dos coroas que apesar de não reclamar da sua presença sabem que pagar passagem de uma cidade pra outra todo o fim de semana não é legal.

10) Não dê motivo: se em família as brigas podem ser constantes, imagina com pessoas criadas de outras formas e com opiniões totalmente diferentes das suas? A dica geral nesse caso é: não dê motivo. Acorde, arrume sua cama, deixe seu quarto organizado, faça suas obrigações e ninguém terá o que jogar na sua cara em nenhum momento.

Essas foram as dicas que vieram à minha mente quando tive a ideia pro post. Ajudou? Morar em república está no seus planos em 2012? Comenta aí, galero bonito.

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Fotos de artifício

É, minha gente. Sou bem desses que fazem listas de objetivos para o ano que está chegando, listas que raramente cumpro, mas ano novo não é ano novo sem elas, né? Então aí vai a minha para 2012:

1) Emagrecer: nesse post de novembro compartilhei com vocês que estava começando dieta e até que durou, viu? Emagreci um pouquinho, mas não tudo o que planejei porque depois, com a correria do final do período (100 trabalhos pra entregar) não consegui manter a nova rotina. Desde então comi normalmente, sem medos, mas também nada de Big Mac todo o dia. Agora quero começar novamente, aos poucos. Aprendi que emagrecer de um dia pro outro não adianta, o bom é se reeducar de verdade porque os resultados satisfazem e os hábitos ficam para sempre ou pelo menos duram mais um pouco.

2) Malhar: ou melhor (porque sei que não vou cumprir), pelo menos conhecer o dia-a-dia de uma academia, entrar numa por pelo menos um mês e experimentar porque não tenho nem noção. Quem sabe se eu gostar e conseguir manter a agenda eu não continuo, certo? Enquanto esse item não rola, começo amanhã (ou quando essa chuva parar por aqui) a caminhar por pelo menos 3 dias na semana, pelo menos nas férias que tempo não é problema. Eu gosto de caminhar, o problema é aquela preguicinha que bate de manhã pra colocar o tênis e sair por aí, mas vocês vão ver, eu vou conseguir!

3) Viver mais offline: sou assim: gosto de dormir tarde e acordar “cedo” (8 e meia, por aí) porque meu eu interior diz que se eu dormir cedo ou acordar tarde estarei perdendo tempo. Desse tempo, pelo menos 90% eu uso no computador, e apesar do mundo a minha volta me encher de reclamações sobre isso, eu sei o quanto eu tenho pra fazer todos os dias aqui. Meu problema é não me organizar corretamente, simplesmente não tiro tempo pra ficar a toa (o que é importante). Checo email de 5 em 5 minutos, quando vai ver tá lá o Zé uma da manhã trabalhando no layout de algum blog. Por isso estou estudando um expediente pra cumprir, isso mesmo! Sou freelancer, se eu não me controlar eu não vivo, minha gente!

4) Ser mais focado: se eu quiser que o item 3 dê certo também vou precisar aprender a me focar melhor. Sabe quando você está fazendo um trabalho pra escola, aí vai dar uma olhadinha rápida no Facebook e quando vai ver já se passaram 3 horas e você está fazendo WooHoo com a namorada no The Sims Social? Então, esse às vezes sou eu.

5) Estudar mais: preciso ser sincero e dizer que esse início de curso não tem me motivado o suficiente pra dizer por aí que estou adorando. Algumas disciplinas têm sido chatinhas, outras muito desnecessárias, outras com potencial pra ser ótimas mas o professor não ajuda. Mas em 2012 acho que as coisas vão melhorar, e assim também espero que minha vontade de estudar aumente, não estou fazendo curso superior a toa, né?

6) Ler mais: já estou gritando pros quatro cantos do mundo: esse ano eu quero livros de presente, principalmente os que tratam de fotografia e design! E podem vir em qualquer data: aniversário, Natal e dia das crianças (NOT). Também quero passar a ler com mais atenção o meu feed porque na maioria das vezes só vou passando os olhos nos posts e no final das contas não li nada direito.

7) Economizar: esse ano é ano de comprar meu notebook e minha nova câmera feat. lente, o que significa economizar muito e passar a 14 milhas das lojas de roupas e praças de alimentação nos próximos 12 meses. Quero fazer compras mais inteligentes, sabe? Livros, boxes de séries, coisas que vão ficar pra vida toda, em 2012 já comprei e ganhei roupas demais, dá pra ficar um tempo sem pensar nisso e é o que eu vou fazer, 6 vão ver.

Acho que esses são meus principais objetivos pra 2012 e sinceramente acho que não vai ser tão difícil cumprir pelo menos a metade. No fim do ano vou dar uma olhada e ver o que deu certo. Até lá!

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Penúltimo dia do ano. Todos já fazendo os preparativos e escolhendo roupas para ficarem lindos e chegar na praia ou onde quer que seja antes da virada. Preparei um post rápido para você que não tem muito tempo e pretende fotografar os últimos momentos de 2011 e os primeiros de 2012. Quando pensamos em fotos de ano novo, logo vem à nossa cabeça os fogos de artifício e a família, todos vestidos de branco (ou não). A dica para você que vai levar sua câmera compacta hoje à noite é: antes da hora de fotografar os fogos de artifício, entre no menu da sua câmera e veja se há um modo próprio para fogos, para não ter erro! E como é tudo muito rápido, tente colocar sua câmera num tripé ou em algum apoio pra não correr o risco de resultar em fotos borradas por causa da pouca luz noturna. Para fotografar a família, abuse da descontração e não se preocupe muito com ângulos. À noite não há câmera popular que sobreviva à pouca luz, então use o flash nesse caso! Mas no mais, não se preocupe tanto assim com as fotos. Na hora da virada deixe sua câmera guardada e vá fazer a contagem regressiva. O importante mesmo hoje é se divertir e ser feliz, afinal é a última noite do ano e queremos entrar em 2012 com o pé direito, não é? Fica a inspiração:

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Hoje é véspera de Natal, pessoal! E para não ter ninguém reclamando depois da falta de ideias, fotos ruins e tremidas, vou dar algumas dicas simples de fotografia para essa data, mas que vão fazer toda a diferença no resultado final.

Iluminação

Todo mundo sabe que Natal é sinônimo de muitas luzes coloridas por todos os cantos; aproveite isso da melhor forma! Em primeiro lugar, no caso de câmeras sem controles manuais (compactas) ou se você não sabe mesmo mexer neles direito, tente escolher aquele modo noturno que toda câmera tem, onde todos os ajustes vão se adequar automaticamente ao horário.

Se você tem uma câmera profissional ou bridge, tente capturar as luzes para que fiquem bem desfocadas e bonitas, deixando o diafragma o mais aberto possívelNas compactas, vale tirar fotos de enfeites e detalhes com as luzes no fundo usando a opção macro, assim você não fica de fora e também consegue um efeito semelhante. E se for possível, use o menos de flash que conseguir. Pode ser mais difícil, mas pelo menos faça uma tentativa antes de recorrer direto a ele.

Tripé ou apoio

Como a maioria das pessoas está acostumada com a facilidade e eficiência das câmeras ao fotografar na luz do dia, quando chega a noite tudo vira frustração. Com a falta de luz, o obturador precisa ficar mais tempo aberto para que o máximo de luz entre e a foto seja criada. Nesse tempo a gente mexe um pouquinho aqui, seu pai esbarra na sua tia ali, e no final tudo sai tremido. A solução é usar tripé ou qualquer apoio que esteja ao seu alcançe e quando for tirar fotos da família, que tal aproveitar pra brincar de estátua? Brincadeira, mas mande todos ficarem quietos! Hahaha.

Não é só família

Natal não é só foto da família completa rindo e fazendo pose. Fotografe todos os detalhes: o cachorro, as crianças brincando, a árvore, os presentes embaixo dela, as bolas coloridas, a comida na mesa, tudo!

Aproveitem a noite! E depois de tirar fotos o suficiente, guarde a câmera e vá comemorar com seus parentes, ok? Afinal muitas vezes todo mundo só se reúne nessa data, né? Agora que tal um pouco de inspiração?

Cachorros no Natal

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+