Metas 2015

2014 foi um ano difícil. Novas responsabilidades, novos compromissos, e muita barra pra segurar. Tive que rever minhas prioridades temporariamente, e pra isso acabei deixando de lado muito do que eu gostaria de ter feito. A sensação foi de que tudo foi empurrado com a barriga, sabe? Teve pressão, teve estresse… mas também teve menos solidão e mais amor pra compensar e aliviar toda essa loucura. É claro que nem mesmo nessas relações tudo foram flores, mas eu tento ver toda experiência como uma coisa válida e positiva na minha vida, e posso dizer que no fim das contas, aprendi muito nos últimos 12 meses. Tanta coisa aconteceu, tanta coisa mudou! E se 2014 foi um ano de ação (e bota ação nisso), 2015 será de transição: mais tranquilo, mas ainda um ano daqueles!

Sinto que minha maior necessidade agora é a de organizar a bagunça e colocar a vida no lugar; focar novamente nos meus objetivos e sonhos, e não desistir no primeiro fail. Nunca estive tão determinado a fazer tudo acontecer, ao mesmo tempo que nunca estive tão consciente e com os pés no chão sobre o processo que vai me fazer chegar lá. Nada de sonhar acordado, nada de pensar só no resultado final, e isso vale para todas as metas de 2015! Falando nisso, vamos ver quais são elas?

1

Cuidar da minha saúde: Reuni nessa meta todos os aspectos relacionados à saúde, incluindo uma reeducação alimentar aliada com exercícios prazerosos (andar de bicicleta, por exemplo) que vai me levar a um emagrecimento há muito tempo desejado. Pretendo também colocar aparelho: é uma necessidade, mas sempre acabo enrolando, e já estou ficando muito velho pra isso! Ainda quero cuidar melhor da minha visão fazendo uma nova consulta ao oftalmologista para atualizar o grau e ficar sempre de olho na postura, minhas costas agradecem!

2Gastar meu dinheiro com as coisas certas: Em 2014 consegui tomar algumas iniciativas quanto a isso, mas no geral eu gastei muito mais do que precisava. Está mais do que na hora de evitar esses gastos bobos e usar meu dinheirinho suado com compras mais necessárias, itens para o apartamento principalmente (já chego lá). Roupas por exemplo não são mais prioridade, e levando em conta que eu vou conseguir emagrecer… hahaha, ninguém gosta de perder uma calça bonita porque o número diminuiu, né?

3Investir mais no meu trabalho na internet: Dei um tempo nos freelas há alguns meses por causa do trabalho fixo, mas estou voltando com a criação de layouts para blogs! A ideia é divulgar melhor o que eu faço, falar mais sobre processo de criação, trazer mais desse meu lado hard worker para a internet e assim conquistar novos clientes e criar uma imagem mais sólida como designer.

4Me dedicar ao blog: Nem preciso falar no quanto o Melhor Ângulo sofreu esse ano, né? Bati o recorde de menor número de postagens desde o início do blog em 2011! Mas isso vai mudar, e vem vindo aí um layout novinho em folha pra me deixar mais animado ainda em ver conteúdo novo toda semana aqui, e não queria falar nada, mas um tal de YouTube pode ter a ver com isso… Shhhhhhhh!

5Estudar mais: Aqui, além de me dedicar à faculdade (reta final, finalmente), entra a vontade de ler mais livros técnicos e praticar o que já tenho noção, como Illustrator e algumas técnicas diferentes de fotografia.

Zé Zorzan

6Decorar meu apartamento: Essa é uma meta ongoing, ou seja, já comecei a dar meus toques pessoais por aqui. Mas ainda falta muito, deixar um apartamento inteiro com a sua cara é muito difícil, gente! Mas pode deixar que vocês vão ficar sabendo de muita coisa, porque minhas aventuras provavelmente virarão posts! ;)

7Criar um novo blog: Outro segredo! Mas digamos que uma ideia surgiu casualmente numa mesa de restaurante em pleno sábado 35º de Juiz de Fora, e eu fico ansioso só de pensar! Não, o MA não vai acabar (para a tristeza das inimigas), mas trata-se de um projeto que precisa ser pensado e planejado com calma, até porque o tema é de nicho, então não devo ter novidades até o meio do ano. Mas o objetivo aqui é tirar a ideia do papel o quanto antes, e se depender de mim, isso acontece ainda em 2015!

8Ser meu centro das atenções: Quero dar mais atenção a mim mesmo esse ano, priorizar minha felicidade e bem-estar acima de tudo, e isso em todos os aspectos da minha vida, incluindo trabalho, família, amizades, amores e tempo livre. Me livrar de vez da preocupação com o que os outros pensam (já evoluí muito nisso) é um dos passos principais dessa meta! Venho fazendo isso com mais afinco nos últimos meses e a sensação é tão boa que só quero saber de continuar. :)

9Ser mais social: Dizem que eu melhorei muito quando o assunto é ser social e conhecer pessoas novas, mas eu tenho um problema em manter esses laços por mais tempo, sabe? Conhecer pessoas, fazer novos amigos! Viver uma vida offline ainda mal desbravada, me divertir mais, sair da zona de conforto e me arriscar mais por aí!

10Não me deixar desanimar tão facilmente: No fundo, o mais importante pra tudo isso dar certo é que eu não posso entregar os pontos no primeiro obstáculo. Esse é meu maior defeito, e é ele que sempre estraga todos os meus planos e traz aquele desânimo chato. Tento culpar a tudo e a todos, mas o maior culpado sou eu mesmo, e se engana quem pensa que eu não tenho essa consciência. Ainda não sei exatamente como lidar com isso, mas estou disposto a fazer de tudo para ignorar os pensamentos negativos e lembrar do quanto eu quero transformar todas essas metas em realidade em 2015. Otimismo, otimismo!

É isso, objetivos definidos, prontinhos para serem alcançados! Alguém aí se identificou com um ou vários? Nos vemos no próximo trimestre com o andamento dessa brincadeira toda, hein! Ah, e se você chegou até o fim do post, me comunique nos comentários para receber seus merecidos parabéns! ;)

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Já se passaram mais de 5 meses desde o último post de inspiração aqui no blog, então nada melhor do que colocar a tag de volta à ativa, certo? O tema de hoje é “piqueniques”, com direito a fotos de muitas comidinhas gostosas, toalhas bem bonitas (ou lençóis, ou mantas, ou cangas) e um solzinho leve típico de manhãs de domingo.

Quem sabe não é o momento de se planejar para fazer um rico de um piquenique no fim de semana? Aproveite a manhã preguiçosa de domingo e corra com sua família e amigos pra um parque, uma universidade, ou qualquer lugar aberto com bastante grama e verde! E claro, não esqueça a câmera pra fotografar tudinho. :)

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Polaroids Taylor Swift 1989

Falar de música nunca foi meu foco aqui no blog, mas eu gosto sim de apontar outros detalhes que vêm com as produções musicais dos artistas, detalhes esses que têm mais a ver com esse meu cantinho, relacionados principalmente à fotografia, design, e até mesmo à produção audiovisual dos clipes.

Daí que Taylor Swift lançou no último dia 27 de outubro o seu quinto álbum, 1989, com toda uma estética retrô, analógica e com apelo nostálgico, resultado da utilização de polaroids no encarte e em todo o material promocional. Taylor já tinha um pulo nesse quê de antiguinho desde o Red, mas dessa vez ela mergulhou de cabeça, mais uma vez trabalhando com a fotógrafa Sarah Barlow, que tem um olhar muito bom quando é essa a proposta.

Polaroids Taylor Swift 1989

Polaroids Taylor Swift 1989

Polaroids Taylor Swift 1989

Polaroids Taylor Swift 1989

Polaroids Taylor Swift 1989

O curioso é que os filmes (aparentemente bem variados, usando câmeras da série SX-70 e 600) foram provavelmente comprados do Impossible Project, já que a Polaroid mesmo descontinuou sua produção em 2008. As fotos também precisaram ser cortadas para o formato 1×1 (quadrado), afinal os papéis originais variam de tamanho mas se mantém numa escala aproximada de 3×4.

A própria cantora afirmou que é apaixonada pelas Polaroids e pelo registro de momento que fotografia instantânea (tem post sobre!) em geral proporciona, e que isso comunica muito com sua música, que também traduz sua rotina, as coisas que vão acontecendo no decorrer do tempo, os relacionamentos, etc. Bacana, né?

Polaroids Taylor Swift 1989

Polaroids Taylor Swift 1989

Polaroids Taylor Swift 1989

Polaroids Taylor Swift 1989

Polaroids Taylor Swift 1989

Polaroids Taylor Swift 1989

Polaroids Taylor Swift 1989

Polaroids Taylor Swift 1989

Para ver todas as polaroids (são muitas mesmo!) é só vir aqui.

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Quando eu postei essa receita de frappuccino aqui no blog, contei que só há pouco tempo comecei a gostar mais de café. Acho que o problema é que antes eu só conhecia o preto expresso ou passado na hora, não sabia a fundo sobre as mil variações e misturas que podem ser feitas. O legal é que esse novo paladar se juntou à minha fascinação pelos ambientes propriamente ditos dos cafés gringos (aqui tem até um post de inspiração) e nessa ~onda~ hoje o post é dedicado a identidades visuais tanto do grão quanto dos estabelecimentos. Fiz uma seleção com 8 projetos retirados lá do Behance, todos entre os meus favoritos. Já peço desculpas por não colocar todas as imagens dos projetos, é pra não ficar gigantesco. Mas é só clicar no link de cada um e ir lá ver tudo na íntegra! Ó só:

Fernwood Coffee

O que mais me conquistou nesse projeto de identidade visual foram as cores que têm uma pegada náutica, mantendo-se sempre no branco, vermelho e azul marinho. A razão para o estúdio Glasfurd & Walker ter tomado essa direção provavelmente se deu porque a base desse café fica em Victoria, no Canadá, uma cidade portuária de navios-cruzeiro. A solução não só trouxe identificação com a cidade e o comércio local como combinou muito bem com a proposta intimista e até um pouco retrô que cafés geralmente têm.

Fernwood Coffee

J. Hornig

A J. Hornig é uma marca tanto de café em grão como também tem seus espaços espalhados pela Áustria. Esse projeto desenvolvido pela Moodley envolveu toda a identidade visual, que se estende até mesmo aos triciclos ambulantes que levam café até as pessoas! As principais cores escolhidas são o marrom, vermelho e branco, combinação que me apaixona só de olhar! Outras cores de apoio são o azul e o verde musgo. Vale a pena ver todas as imagens do projeto, porque são muito lindas e bem clicadas. ;)

J. Hornig

Miscela di Caffè in Grani

Esse segue uma tendência mais moderninha e minimalista que tenho visto bastante no Behance. Reúne a presença de uma fonte bem redondinha em caixa alta, cores claras e até fluorecentes, e ilustrações que aparecem geralmente em forma de padronagem. Lindo!

Miscela di Caffè in Grani

JOCO

A JOCO não produz nem é um café, e sim uma empresa que fabrica copos próprios para a bebida. A ideia aqui é proteger o meio ambiente de hábitos ruins como o do copo descartável (de plástico ou isopor) e continuar bebendo o café diário com estilo, num produto feito com materiais pensados sustentavelmente. Bacana, né?

JOCO

General Cafe

O General Cafe fica em Gettysburg, na Pensilvânia, e também tem a preocupação de ter produtos pensados de forma ecológica. A identidade visual é simples, mas cumpre seu papel de forma muito dinâmica. Destaque para os vários ícones criados para a marca e essa colherzinha de mexer o café que é até bastante comum lá fora, mas que deveria aparecer com mais frequência nos estabelecimentos brasileiros. Uma oportunidade de aplicação muito bonitinha para marcar a presença de um logotipo!

General Cafe

The Reformatory Caffeine Lab

Essa não é uma coffee shop como as outras. Simon Jaramillo é um cara que cresceu numa família que cultiva café há 110 anos e por isso virou um alucinado pela arte de colher, secar, moer e usar o grão nas bebidas. O The Reformatory Caffeine Lab tem a proposta de trazer uma experiência totalmente nova para os visitantes, algo muito ligado a todo esse processo de produção, à “química” do café. O mais legal é que o lugar tem também uma ligação com os quadrinhos, com inúmeras ilustrações nas paredes, várias delas em homenagem ao Coringa, personagem da DC Comics.

The Reformatory Caffeine Lab

Joe’s Coffee

Nos Estados Unidos é muito comum a expressão “a cup of joe” quando alguém pede por uma xícara de café, e essa foi a frase que inspirou a criação do Joe’s Coffee. A identidade visual do lugar é baseada na silhueta do rosto de um homem, mais precisamente o próprio Joe que deu origem à expressão. É uma história meio longa que não vale a pena ser contada aqui, mas digamos que esse Joe viveu há muito tempo e era bem importante, hahaha. Toda a papelaria do café também tem um ar bem retrô, que condiz com o tempo da história que deu origem à tudo isso. :)

Joe's Coffee

Dorigenn

E pra finalizar, taí um projeto que achei bem brasileiro, e não tive essa impressão necessariamente por causa das cores, mas sim pelas ilustrações bem tropicais. Só depois fui descobrir que a marca é colombiana, daqui do lado! Toda essa estética está aí para representar diferentes regiões nos arredores da Colômbia (inclusive Amazônia) e o que elas podem trazer de sabores e aromas para o café. Muito legal, né?

Dorigenn

É isso, espero que tenham gostado desse post mais focado em design. Prometo trazer mais conteúdo bacana pra essa categoria! Comenta aqui embaixo o que achou! ;)

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+