Busca: pôsteres - Melhor Ângulo

Eu venho reparando desde sei lá, ano passado, que a cor mostarda vem aparecendo em todos os cantos: moda, decoração, design, etc. Particularmente, no verão e outono ela sempre dá as caras com mais força; no verão por ser bem vibrante e no outono por ser um tom terroso e ter tudo a ver com essa época das folhas secas (que rola mais no hemisfério norte, infelizmente). No início eu ficava meio assim, olhando torto, mas nos últimos meses isso mudou de uma hora pra outra e eu me vi obcecado e querendo ter mil coisas nessa cor! Meu amarelo de cada dia que me desculpe.

Pensando nisso, montei um moodboard com imagens que representam o mostarda nos contextos que eu citei: de peças de roupas à pôsteres e itens decorativos. O post de hoje também é uma tentativa de voltar com montagens desse tipo, que eu gosto demais, mas que me irritavam porque as imagens originais e grandonas não ficavam separadinhas caso vocês quisessem salvar ou jogar no Pinterest. :( Mas desencanei e acho que fica bonito e agrega no quesito inspiração, não acham?

Moodboard mostarda

Pra terminar, fotos de uma bermuda que comprei na C&A há algumas semanas e que é a peça do momento no meu guarda-roupa. Custou só R$39,90 (uma pechincha) e eu estou apaixonado. :)

Bermuda mostarda

Bermuda mostarda

Bermuda mostarda

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Sempre fui fã de quadros e molduras na parede: pendurados, apoiados em estantes, ou de qualquer outro jeito. Eles fazem o mesmo efeito daqueles murais cheios de recortes, fotos e textos: trazem personalidade e aconchego ao ambiente, a gente se sente num lugar que é de fato a nossa cara. Mas não é o fim do mundo para quem, como eu, não tem muita grana para investir em molduras muito caras. Pense assim: no fim das contas, o mais importante é preencher o espaço com coisas que te caracterizam, e dá para encontrar essa sensação em guardanapos, desenhos de infância, croquis, flores e folhas secas daquele dia especial, capas de álbuns, pôsteres de filmes, qualquer coisa!

Para não errar na hora de pendurar e colar isso tudo, faça antes um esquema no chão, fotografe, e só depois comece a fazer marcações mais permanentes na parede. Não vale sair martelando um monte de pregos aleatoriamente e depois se arrepender, certo?

Peguei algumas imagens inspiradoras pela internet, para te incentivar a finalmente dar uma cara nova para aquela parede branca que todo mundo tem em casa. :)

Decoração de paredes

Fotos do Instagram na parede

Decoração de paredes

Mural em escritório

Decoração de paredes

Decoração de paredes

Decoração de paredes brancas

Decoração de paredes

Decoração de paredes

Fotos na parede

Decoração de paredes brancas

Espero que tenham gostado do post dessa segunda!

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Passei basicamente minha infância vendo estes objetos circularem aqui em casa, mas nunca parei para pensar de fato sobre como essas velhas pranchetas de madeira – que podem ser encontradas em qualquer papelaria ou lojas que vendam materiais para escritório -, podem virar grandes objetos decoradores.

O legal de tê-las na parede, é que além de dar aquele charme no quarto ou outro cômodo, elas também funcionam como grandes organizadoras. É também interessante porque, quem não precisa ao menos vez em quando deixar à vista aquela agendinha de compromissos do dia ou da semana? Ou então deixar exposta aquela fotografia que você tirou, achou digna e quer que todos vejam. E, quem sabe, até frases, ilustrações ou pôsteres que você viu no Tumblr e quis imprimir para ver todos os dias ao acordar!

Mas tudo bem, vamos deixar de enrolação e ver umas inspirações:

Se você quiser, também pode colocar a mão na massa (para dar aquele toque pessoal) forrando-as com papel para decoupage ou um tecido que tenha uma estampa legal. Abaixo vocês podem assistir dois vídeos de como personalizá-la com tecido:

Na hora de fixar na parede é o mesmo esquema das molduras: você pode usar fita dupla face de silicone ou o bom e velho martelo, tudo vai depender do seu bolso. Gostaram de mais essa ideia? Aposto que nem imaginava tanta utilidade pra uma prancheta, né?

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+