Categoria: Outros - Página 4 de 4 - Melhor Ângulo

Não sei se perceberam, mas sou um grande fã do Joseph Gordon-Levitt – de (500) Dias Com ElaUm dos trabalhos dele que chama muito a minha atenção é o “The Tiny Book of Tiny Stories”, que em tradução literal se intitula “O Pequeno Livro das Pequenas Histórias”.

O livro é parte de um projeto do Joseph chamado HitRECord, um site em que ele cria videos, histórias, canções e derivados com a colaboração de qualquer pessoa disposta a ajudar. Partindo desse projeto, Tiny Book, que está em seu primeiro volume, é uma colaboração de mais de oito mil pessoas (uau) com pequenas histórias. Muitas dessas histórias são apenas uma ou duas frases cheias de sarcasmo e trocadilhos mas todas com um significado ideológico, como “Não é irônico quando é o tempo todo”.

Segundo palavras do próprio Joseph, essa ideia tem a intenção de criar um projeto conjunto que possa chamar a atenção das pessoas para a criatividade comunal de cada ser humano, algo que está presente na cultura da sociedade desde o período pré-histórico. E ele ainda afirma que nessa época o ser humano tinha liberdade criativa e a reutilização da ideia de alguém para criar algo novo não era crime, e é por isso, então, que o Tiny Book utiliza a ideia de várias pessoas para criar um único livro.

Infelizmente, ele ainda não se encontra disponível no Brasil e vai demorar para isso acontecer. Se for do seu interesse, você pode encontra-lo na amazon.com. Mas enquanto não temos a oportunidade de conferir o livro(inho) inteiro, eu trouxe para vocês algumas das minhas “pequenas histórias” preferidas do Tiny Bookna verdade foram as únicas que eu encontrei, mas eu gosto muito de todas elas. Espero que vocês gostem e compreendam as pequenas histórias como algo grandioso, pois, como o grupo do HitRECord insiste em dizer, “o mundo não é só feito de átomos, mas também de pequenas histórias”.

Aqui vão algumas e vale dar uma olhada nas ilustrações de cada uma. À primeira vista a maioria dos textos pode não fazer sentido, mas depois de uma segunda lida você consegue captar a mensagem (ou não):

“Um dia, antes do café-da-manhã, uma laranja rolou para fora do balcão e fugiu de seu destino quicando feliz pela porta da cozinha. Cheio de esperança, o ovo a seguiu.”

“Eu coleto estrelas tremulantes em vidros de pepinos, abrindo furos em suas tampas para que elas possam respirar.”

“OH… Esse é um daqueles lugares em que eu deveria me vestir bem?”

” ‘Olha só quem eu encontrei…’ gabou-se Coincidência. ‘Por favor…’ Destino flertou, ‘era pra ter acontecido’.”

“A esposa do Doutor comeu duas maçãs por dia, só por precaução. Mas seu marido continuou a voltar para casa.”  (Ok, essa eu não entendi.)

“Quando eu era mais jovem, eu queria ser algo. Agora eu só quero ser mais jovem.”

E mais:

“Estou pronto para mais uma aventura agora, me leve para bem longe, por favor!” “Ok, mais uma…mas então você lerá para mim depois.”

“Você se foi. Não deixou endereço. Mas eu te mando cartas mesmo assim.”

“Quando você for um fantasma, sinta-se livre para me assombrar.”

“Suas mãos estavam fracas e tremendo de carregar tantos livros da livraria. Era a melhor sensação do mundo.”

“Um homem me tocou: suas mãos…minha coxa. Eu toquei ele também: meu punho… seu queixo.”

“O elemento da surpresa não era permitido perto da tabela periódica.”

“Eu te amo tanto que eu não consigo suportar. Então eu sento.”

“Se eu ler a nossa história de trás para frente, será sobre como eu “desquebrei” seu coração, e então nós fomos felizes até que um dia você esqueceu de mim completamente.”

“Era uma vez um…Fim.”

Gostaram? Se vocês também tem alguma “pequena história” como as do HitRECord, mostrem pra gente! E fiquem ligados no tumblr do Joseph Gordon-Levitt, ele sempre posta algumas histórias do livro – além de outras coisas interessantes.

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Para mim, a fotografia de arquitetura é uma das áreas mais legais e interessantes. O conjunto de linhas delimitadas em um pedaço de papel ou monitor passa a impressão de ser uma técnica simples, mas não é qualquer um que consegue bons resultados, precisa ter olho crítico. Matthias Heiderich é um amante da fotografia, é auto-instruído, e gosta de fotografar construções pelos muitos lugares para onde viaja. O que eu mais gostei no trabalho dele foi a harmonia perfeita entre cores (sempre muito amarelo e azul), prédios e perspectivas diferentes. Repare também na escolha do formato quadrado das fotos; se fossem retangulares talvez não fariam o mesmo efeito.

Matthias trabalha em Berlin, Alemanha, e tem um site, uma página no Facebook, um Flickr e outras coisas mais. Vale dar uns cliques e ver mais. (:

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Quem me segue no Twitter ou já leu meu perfil aqui no blog deve saber que comecei meu curso de Design esse ano na UFJF e pra isso tive que mudar pra Juiz de Fora, uma cidade bem maior que a minha roça habitual (Cataguases). Como a vida não me abençoou com barras de ouro que valem mais do que dinheiro de bandeja, não pude alugar um apartamento pra morar sozinho e acabei me juntando à dois amigos que fizeram o Ensino Médio comigo montando uma república. Depois de um ano aprendendo algumas coisas aqui e outras ali sobre o assunto acho que já posso escrever esse post pra você que terá o mesmo destino que eu em 2012. As dicas vão do tema dinheiro à convivência, anota aí:

1) De quanto dinheiro vou precisar esse mês? No início de todo mês faça uma lista com todos os gastos que serão feitos. Na minha por exemplo entrava aluguel, conta de luz, conta de telefone (com internet), passagens de ida e volta pra minha casa aqui em Cataguases, alimentação e extras. Os itens com preços variáveis como contas de luz e telefone você deve definir em média olhando as contas passadas. E sim, defina um limite de gastos para alimentação com base no primeiro e segundo mês de república pra não exagerar nos próximos. Pense nesse valor dividido por 4 semanas, fica mais fácil de controlar.

2) Anote o que você gastou hoje: tenha um caderninho pra fazer toda semana uma tabela com os 7 dias e anotar no fim de cada um o que você gastou no mercado, cantina da faculdade, etc. No domingo pegue essa mesma tabela e “dê baixa” nas contas do dinheiro que você ainda tem.

3) Defina o que você come: o ideal é cada um comprar, fazer e comer sua própria comida, mas isso só existe num mundo perfeito com cachoeiras de chocolate e nuvens de algodão-doce. Quando alguém comprar alimentos básicos do tipo arroz, feijão, óleo, tempero, carnes e produtos de limpeza (papel higiênico, desinfetante, sabão em pó), pegue a nota fiscal e divida pela quantidade de moradores da república. Se esse alguém comprar muito além do que você deseja consumir, avise que irá circular na nota fiscal aquilo que lhe interessa e faça as contas dos itens. Não preciso dizer que depois você, uma pessoa de noção não atacará o chocolate do colega às 2 da madrugada, né?

4) Nunca esconda comida: as pessoas que moram com você são pessoas legais, afinal você estaria morando ali se não fossem? Então não há necessidade de esconder sua comida, e nem eles as deles. Uma outra ou outra (numa faxina geral por exemplo) sua despensa secreta pode ser descoberta e a fama de egoísta estará magicamente nas suas costas.

5) Usou, lavou: não deixe acumular louça, lave a sua logo depois de usar. Ninguém quer nem vai lavar louça dos outros e quando ela acumula, meu caro… Não há espada que vença o monstro em menos de 3/4 de hora.

6) Escolha um cômodo pra limpar: dar faxina na casa não é fácil por isso além do seu quarto (obrigação, né?) escolha mais um cômodo pra deixar sempre limpo e diga aos seus colegas que façam o mesmo. Aquele que pegar um mais fácil de limpar fica com mais uma tarefa como cuidar de jogar os alimentos vencidos/estragados/mofados fora e organizar a geladeira.

7) Mal humor? Acordou de mau humor ou teve um dia estressante? Feche a porta do quarto e se isole porque ninguém quer levar patada de graça. A dica serve também se o “nervosinho” for algum dos moradores.

8) Pague as contas o mais rápido possível: divida a responsabilidade de pagar as contas, o ideal é que cada um pague sempre uma (estou falando do ato de ir até a lotérica, mercado ou banco, não de dar o dinheiro) e que seja o mais rápido possível afinal dinheiro não é problema se você seguiu a dica número 1. As contas que tiverem datas de vencimento próximas podem ser dadas a uma única pessoa.

9) Aproveite a experiência pra ser mais independente: evite ir todos os fins de semana pra casa dos pais, uma vez por mês é o suficiente. Isso te dará a independência que você precisa começar a ter nessa fase e economia pro bolso dos coroas que apesar de não reclamar da sua presença sabem que pagar passagem de uma cidade pra outra todo o fim de semana não é legal.

10) Não dê motivo: se em família as brigas podem ser constantes, imagina com pessoas criadas de outras formas e com opiniões totalmente diferentes das suas? A dica geral nesse caso é: não dê motivo. Acorde, arrume sua cama, deixe seu quarto organizado, faça suas obrigações e ninguém terá o que jogar na sua cara em nenhum momento.

Essas foram as dicas que vieram à minha mente quando tive a ideia pro post. Ajudou? Morar em república está no seus planos em 2012? Comenta aí, galero bonito.

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

9(4)

Muita gente tem problemas sérios com o que colocar no papel de parede do computador, eu sou um deles. Odeio ter que abrir um programa de edição de imagens pra pegar uma foto, colocar algum efeito bonito, etc. Foi então que um dia desses encontrei por acaso um site que eu amei e aposto que vocês também vão adorar!

Simple Desktops disponibiliza papéis de parede com ótima qualidade, sem aquelas tags horríveis por cima com o nome do site, e com imagens muito legais! Lembram até aquelas estampas de camisas super criativas!

Como o próprio nome diz, os papéis de parede são bem simples, mas não perdem nada por isso, e o site é super fácil de mexer. É só clicar em Browse no menu (lá no topo), escolher o que você quer, clicar, clicar mais uma ver pra abrir no tamanho original e salvar!

Dependendo do tamanho da sua tela, o papél de parede pode não se encaixar muito bem. Nesse caso, faça o seguinte: (1) Aperte a tecla Print Screen do seu teclado (para fazer um print da tela), (2) Abra um programa de edição de imagens (Photoshop, Photofiltre Studio) (3) dê CTRL+N para criar uma nova imagem e antes de clicar em OK na janelinha que aparece, veja as dimensões da sua tela! No meu caso por exemplo, é 1280×960. (4) Aí é só ajustar o tamanho do papel de parede que você baixou e pronto! Olha só alguns bem interessantes que eu encontrei no site:

4(4)

5(2)

9(4)

10(4)

11(3)

12(2)

13(2)

14(2)

15(1)

1(5)

Gostaram?

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+