Categoria: Fotografia - Melhor Ângulo

Em novembro do ano passado, a cantora Lauren Jauregui do grupo Fifth Harmony posou com sua até então namorada Lucy Vives para um ensaio feito pela fotógrafa Nicole Cartolano. Até aí tudo normal, não fosse o detalhe de que as três são amigas e as fotos foram bem pessoais, feitas em 35mm no nosso querido processo analógico e sem nenhuma grande revista envolvida na produção.

Os fãs já sabiam do ensaio desde o início e estavam ansiosos para ver o resultado, e ele saiu em março desse ano, publicado pela própria fotógrafa no Instagram. De cara dá pra ver que o clima é realmente bem pessoal e íntimo, as fotos parecem ter sido feitas em um passeio de um dia gostoso e tranquilo, numa espécie de parque mais escondidinho do resto do mundo.

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Nicole contou em uma entrevista para a MTV que era possível notar que Lauren Jauregui e Lucy tinham sido melhores amigas por muito tempo, já que se conhecem desde o ensino médio. E que, mesmo que as meninas não estejam mais juntas, elas estão felizes que as fotos foram lançadas, afinal é um lembrete de um momento muito bom. Sensato, né?

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Uma curiosidade é que a fotógrafa passou a adolescência em São Paulo, onde foi inspirada pela liberdade na arte de rua e na cultura do skate. Ela considera sua arte como uma terapia, e o principal motivo para usar filme em vez de digital é o processo intencional de capturar o momento com uma câmera manual. O risco de perder uma foto por alguma falha técnica? Pra ela vale a pena, levando em conta a magia da imprevisibilidade e a aparência natural que o 35mm deixa nas imagens. Eu assino embaixo!

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Nicole Cartolano · Site · Instagram · Facebook
Lauren Jauregui · Instagram · Site
Lucy Vives · Instagram

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Ando apaixonado pelas fotos de uma usuária do Flickr, a Roza. É o tipo de fotografia que eu sempre gostei: analógica, de situações cotidianas como passeios, cafés, câmeras, árvores, gatinhos, flores, papeis e muita madeira, tudo isso ambientado em um clima claramente frio, mas com um sol matinal sempre presente. Sério, esses momentinhos me inspiram demais, acontecendo no meu dia-a-dia ou quando são retratados por outras pessoas.

Pena que a responsável pelas fotos desse post não tem mais nenhuma informação sobre si no Flickr e em nenhum outro lugar, inclusive a conta do Instagram está desativada. Dar de cara com vários nadas foi até um pouco desesperador, mas ao mesmo tempo interessante: como ela consegue? Só nos resta apreciar as fotinhas mesmo. :)

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Flickr Roza Rrrroza

Viu que ela (ou alguma amiga) tem uma Zenit 122 como eu? As fotos passaram um pouco de calma pra você também?

Roza · Flickr

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Sabe quando a gente esbarra em uma foto específica de tempos em tempos na internet? Foi assim com essa aqui embaixo, com a modelo Jeneil Williams. Me imaginem na cena, encantado toda vez. Não sei por que demorei tanto pra tomar a atitude de pesquisar mais sobre ela e transformar em pauta para o blog, mas quando finalmente fiz isso, uma bela surpresa: as outras fotos do editorial são tão lindas quanto.

Jeneil Williams por Julia Noni para a Vogue Alemanha

Já adianto a dica de não parar por aqui e pesquisar todo o trabalho da Jeneil, é aquele tipo de beleza que te deixa meio atônito, sabe? O ensaio foi feito para a edição de setembro da Vogue Alemanha, pela fotógrafa Julia Noni, e a ela vamos dar os devidos parabéns por capturar muito bem essa mistura tão bonita da pele negra da modelo, cores vibrantes e a paisagem natural.

Jeneil Williams por Julia Noni para a Vogue Alemanha

Jeneil Williams por Julia Noni para a Vogue Alemanha

Jeneil Williams por Julia Noni para a Vogue Alemanha

Jeneil Williams por Julia Noni para a Vogue Alemanha

Jeneil Williams por Julia Noni para a Vogue Alemanha

Jeneil Williams por Julia Noni para a Vogue Alemanha

Jeneil Williams por Julia Noni para a Vogue Alemanha

Jeneil veste Nina Ricci, Missoni e Blumarine. Styling por Kathrin Schiffner, cabelo por Joseph Pujalte e maquiagem de Hugo Villard.

Jeneil Williams · Instagram
Julia Noni · Site · Instagram

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

A última vez que usei minha Zenit 122 foi no final de 2012, cê tem noção disso? Vão fazer 5 anos e eu estou muito chocado com essa informação. Como previ no post da época, o motor da câmera já estava dando os primeiros sinais de falência e não deu outra: ela ficou parada todo esse tempo porque parou de vez. Alguma coisa estava presa (ou bamba) nas engrenagens e isso fazia com que eu não conseguisse passar para o próximo frame do filme, fotografando tudo pela metade. Daí que eu não tive muita saída, já que não conheço nem consegui achar alguém que consertasse aqui na região de Cataguases e Juiz de Fora. Resultado? Câmera na gaveta.

Até que num belo dia de céu azul eu decidi tomar uma atitude. Pesquisei nas profundezas da internet por vídeos, postagens de blog, conserto de outras câmeras, tudo pra ver se alguma coisa, qualquer coisa me dava uma esperança. Acabei abrindo a câmera e forçando uma pecinha que tem embaixo da manivela de rodar o filme e era isso, minha Zenit 122 voltou a funcionar que é uma beleza e eu fiquei me culpando por não ter feito isso antes.

Fotos analógicas Zenit 122

Fotos analógicas Zenit 122

Entre o mês de outubro de 2016 e março de 2017 fotografei situações do cotidiano, como sempre gostei de fazer com fotografia analógica. Usei o filme Ultramax ISO 400 da Kodak pra dar uma variada em relação ao clássico ColorPlus 200. A câmera ainda tem algum probleminha que cria pontos de luz no mesmo lugar em todas as fotos, provavelmente mofo na câmera. Tirei na edição, mas tenho que ver isso direito. Por enquanto vocês ficam com as minhas favoritas desse rolo. ;)

Fotos analógicas Zenit 122

Rolê pra ver e comprar plantinhas? Teve sim.

Fotos analógicas Zenit 122

Andando pela UFV quando fui dar uma palestra no ano passado.

Fotos analógicas Zenit 122

Fotos analógicas Zenit 122

Sabe a vontade que dá de fotografar alguém ou alguma situação bonita e bate uma vergonha de pedir? Pois eu fui em frente e abandonei esse medo. O casal deitado, o cachorrinho e os amigos aqui embaixo são resultados disso.

Fotos analógicas Zenit 122

Fotos analógicas Zenit 122

Fotos analógicas Zenit 122

Fotos analógicas Zenit 122

Fotos analógicas Zenit 122

Fotos analógicas Zenit 122

O engraçado dessa última é que esse lugar não emite nenhuma luz azul nem rosa, foi tudo resultado da revelação (e eu dei uma intensificada, não vou mentir). Nada como a surpresa de saber como saíram as fotos de um filme. ?

Você aí sentia falta desse tipo de post aqui no blog? Comenta aqui embaixo o que achou das fotos! ;)

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+