23 • outubro • 2013

É muito bom ter as fotos no computador, mas não tem nada melhor do que ter um álbum bonito, grande, desses de filmes, onde você pode personalizar, colar fotos reveladas, post-its, fitas para prender, anotações, recortes, é muito bonito, deixa tudo com uma outra cara, dá até mais saudade daquela viagem, daquele passeio, daquela tarde com os amigos.

Essa arte de decorar álbuns fotográficos é conhecida como Scrapbooking. Como diz a definição do Wikipédia, o Scrapbooking surgiu como um hobby há mais de 100 anos e está cada vez mais presente nos dias de hoje, sendo um método seguro para armazenamento de fotos e guardar nossas lembranças.

COMO FAZ?

Não é preciso muita coisa pra fazer um álbum com páginas bonitas como as das fotos. O mais caro mesmo é o próprio álbum, que deve sair por volta de uns 40 ou 50 reais e você encontra na melhor papelaria da sua cidade. Na maioria das vezes, ele vem simples e sem graça, vai caber a você usar a criatividade pra transformá-lo em algo chamativo e bonito. Os enfeites é o que você menos precisa se preocupar, em qualquer papelaria você encontra materiais super legais e que vão dar uma cara bem diferente no seu album.

Para as meninas, as fitas, laços, botõezinhos, recortes coloridos de corações, borboletas, papéis estampados são materiais ótimos. Para os meninos, papéis estampados de listras, bolinhas, papéis em tons pastéis e figuras de monumentos famosos são o tipo de material que ficará mais formal e masculino.

Clipes, recortes de letras de revistas, e adesivos todos podem usar que fica super legal. A cartolina é uma peça chave na hora de fazer seu scrapbook. Você pode recortar uma branca e fazer uma borda em forma de polaroid, ou então recortar e usar como papéizinhos para anotações de datas, fazer bolinhas, laços, recortar de várias formas, e depois é só usar a imaginação e criar, colar tudo e eu garanto que você vai adorar o resultado!

Vocês garotos que também estão lendo não precisam ter medo, o scrapbooking não é predefinidamente uma prática feminina, recordações não tem sexo, há vários jeitos de deixar suas páginas legais sem precisar colar lacinhos, etc.

Eu estou pra comprar meu álbum e começar, vamos esquecer um pouco a internet e tentar fazer algo legal assim? É muito bom pra passar o tempo nas férias e no tempo livre. Você vai ficar super satisfeito de ver e o melhor, vai poder falar por aí que foi você quem fez!

Tenho 21 anos, sou de Cataguases (Minas) e trabalho como web designer, sempre mantendo e praticando minha paixão pela fotografia nas horas vagas.
Compartilhe:



01 • junho • 2013

Minhas aulas na faculdade começaram novamente no início de maio, mas só criei vergonha para personalizar meu caderno agora no feriado. Pois é, de uns tempos pra cá não tenho usado nenhuma capa original nem na mais simples agendinha de telefone, são raras as que me agradam. Aproveitei o momento craft para montar esse DIY para vocês, ensinando a personalizar cadernos de arame em especial, que são mais chatinhos, mas mesmo assim, bem bobinhos de fazer. Espero que gostem. :)

Materiais

  1. 1 imagem (de boa qualidade) impressa em papel fotográfico A4
  2. 1 caderno de arame (comprei um bem baratinho, olhando mais a qualidade das folhas do que o resto)
  3. Lápis
  4. 1/2 metro de papel contact transparente (se a loja vender em menor quantidade, 30 cm é o suficiente)
  5. Tesoura
  6. Cola
  7. Furador de papel
  8. Régua (esqueci de colocar na foto)
  9. Alicate (opcional)

Para fazer

  • Sabe aquelas pontas tortinhas da espiral? Use o alicate ou a mão mesmo para dobrar e desdobrá-las até se quebrarem.
  • Sem o empecilho das pontas, retire a espiral com muito cuidado, segurando o caderno com firmeza para as folhas não desalinharem.
  • Pronto, capa solta para ser personalizada. Deixe o “resto” do caderno reservado, em um lugar que ninguém vá mexer.
  • Posicione a capa no papel fotográfico e risque bem rente com o lápis. Atenção para não traçar mais do que deveria e acabar cortando parte da imagem que você escolheu.

  • Com a imagem do tamanho exato da capa, cole as duas. É para cobrir os furinhos mesmo, pode ficar tranquilo(a).
  • Coloque a capa em cima do lado contrário do papel contact e use o quadriculado para marcar cerca de 1 cm nas bordas. Corte o contact.
  • Com muito cuidado, descole a parte adesiva e aplique na ponta superior da capa para firmar. Vá puxando o restante aos poucos e use a régua para se certificar que não crie bolhas de ar.
  • Pronto, deve ficar mais ou menos assim, com as sobras de contact em toda a borda.

  • Dobre as bordas para as costas da capa. Novamente, o plástico vai cobrir os furinhos, mas não tem problema.
  • Quando fiz meu primeiro caderno personalizado, tentei levar a capa a uma papelaria para usar aqueles furadores rápidos que eles usam para encadernar cópias; mas segundo a atendente, o espaço entre furos é menor que o de um caderno, então só me restou usar um furador. Se o seu tiver aquela proteção por baixo que armazena as bolinhas de papel, retire para ver bem o que está fazendo. Use só um lado do furador para não ter erro, e vá furando de um em um, até terminar toda a capa. O contact atrapalha um pouco, então muita calma para não ficar mal feito. Eu estava com um pouco de pressa, então o meu não ficou lá o melhor trabalho do mundo. ):
  • Depois de pronta, posicione a capa no resto das folhas.
  • Agora é só colocar a espiral e dobrar as pontinhas novamente!

Acho que todo mundo já sabia fazer isso, né? Ou não? Fica uma foto com três dos meus vários cadernos personalizados; o de câmeras é meu xodó, por que será? :)

Tenho 21 anos, sou de Cataguases (Minas) e trabalho como web designer, sempre mantendo e praticando minha paixão pela fotografia nas horas vagas.
Compartilhe:



26 • março • 2012

Sabe quando você compra uma t-shirt da sua banda preferida no show, mas ela fica enorme em você? Ou você compra pela internet, e o que era pra ser M acaba parecendo GG? E até quando você “subtrai” uma camiseta do seu namorado ou irmão, e ela fica mais larguinha? Bem, eu sou rainha disso. Quando compro aquela blusinha da minha banda do coração, sempre vem um número maior e ela acaba num cantinho do armário por ser muito grande e parecer um pouco desarrumada. Foi então que eu resolvi customizar as t-shisrts!

A customização existe para que você consiga dar um estilo àquela peça convencional, tornando-a fashion e inédita no seu guarda roupa, que poderá ser usada no seu dia-a-dia ou na balada, dependendo do que iremos fazer, é claro. Customizar é uma boa solução para esses casos de “over size”, pois , ao você puxar, cortar, entrelaçar e costurar, a peça acaba diminuindo de tamanho.

Há várias maneiras de customizar, mas hoje eu ensinarei à vocês, leitores do Melhor ângulo, um jeito super fácil e que dá um resultado muito lindo, estiloso, e em poucos minutos! Então vamos lá.

Você vai precisar de:
– 1 uma tesoura (de costura e bem amolada)
– Linha da cor da sua camisa
– 1 agulha
– 1 régua
– 1 lápis

1° passo: Abra sua camiseta (usaremos as costas) e trace com a régua linhas horizontais por todo o espaço. As linhas podem ficar a 4 cm de distância da costura da manga e ter espaço de 5 cm entre elas.

2° passo: Trace duas linhas verticais paralelas, cruzando todas as linhas horizontais. elas devem ter uma distância de 5 cm da costura da gola, 4 cm das laterais da gola e 1 cm de distância do final da camisa. As duas linhas devem ter 13 cm entre elas.

3° passo: Trace linhas curtas horizontais entre cada uma das primeiras que traçamos (as horizontais maiores), tendo a distância de 2,5 cm. Elas devem ter 18cm e cortar as duas linhas verticais.

4° passo: Cortar as linhas horizontais maiores até encostar nas verticais.

5° passo: Corte todas as linhas horizontais menores.

6° passo: Estique a camisa pelos lados (se você puxar pelo corte ela pode rasgar). E ela ficará como na imagem aí em cima.

7° passo: Pegue a segunda tira, de cima para baixo, e dê uma volta com ela passando por baixo e depois puxe por cima. Faça isso com todas as outras tiras. Olha lá o gif.

8° passo: Quando terminar de entrelaçar as tiras até o final (8a), costure a última tira no final da blusa (8b).

9° passo: Corte em torno da gola, bem perto da costura, tirando-a. Segure no corte da gola e estique.

10° passo: Trace uma linha que começa com 6 cm da costura até o começo da manga no ombro e vai até 2,5 da costura até a área das axilas (10a). Agora corte (10b). Depois segure os dois lados da manga e estique-as. Dobre o resto que você deixou até a costura, e costure.

Tá aí, camiseta pronta e com uma nova cara! Acharam difícil esse primeiro D.I.Y? O assunto foi uma das mais frequentes sugestões na pesquisa que estamos fazendo com vocês (já respondeu o formulário?) e ainda vêm muitas novidades por aí

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Proin nec pharetra odio. Vestibulum at semper ante. Pellentesque feugiat lobortis facilisis.
Compartilhe:



19 • fevereiro • 2012

Quando eu era criança adorava ver esses programas que ensinavam a fazer as coisas, sabe? Brincadeiras com papel, tinta, cola, mas sempre com tesoura sem ponta! #nostalgia O site gringo ko-ko-ko Kids trata de assuntos e ideias relacionados à infância e encontrei lá uma das coisas que mais me encantava: carimbos feito com batatas, outros legumes e até folhas!

Mas o que me surpreendeu mesmo foram os resultados possíveis de se conseguir com essa brincadeira simples e divertida (meus filhos vão sofrer comigo), olha só:

Tenho 21 anos, sou de Cataguases (Minas) e trabalho como web designer, sempre mantendo e praticando minha paixão pela fotografia nas horas vagas.
Compartilhe: