Araras

Ando muito inspirado a mudar algumas coisas no meu apartamento. Desde que eu me mudei em 2013 nunca consegui deixar ele do jeitinho que eu sempre quis, por questão de prioridades mesmo: contas primeiro, caprichos depois. Hoje a situação não anda muito diferente, mas tô tendo a oportunidade de me dedicar um pouco mais à decoração do meu cantinho, e é nessa vibe que eu começo hoje uma série de posts no blog chamada “Quero no meu apê”, falando de coisas que eu quero muito aplicar por aqui (cê jura?).

Pra começar, tô num momento de desapego. Já não tenho muita coisa, mas esse pouco já me incomoda em alguns aspectos. Livros que nunca li, revistas de 3 anos atrás, presentes que não combinam muito comigo… mas principalmente os móveis. Peguei uma coisa de cada cômodo da casa dos meus pais quando vim pra Juiz de Fora e de lá pra cá só investi em uma mesa nova pra trabalhar. Deles, o móvel que mais me frustra com certeza é o guarda-roupa, típico de Casas Bahia, naquela cor marfim. Mas como não tenho dinheiro no momento pra comprar um armário novo do jeito que eu gostaria, ando pensando muito em montar um mini closet aberto num canto-quadrado-meio-inútil do meu quarto.

Prateleiras superiores para as roupas de cama, inferiores para sapatos e bottoms, e uma belezinha de arara para as outras peças de roupa. As araras sempre me fascinaram, porque sempre vi os cabides cheios de roupas como um plus na decoração que acaba escondido no armário. Além de baratas pra quem quer comprar, dá pra fazer uma em casa com pouco material e money! Separei algumas inspirações no Pinterest pra me inspirar e decidir como vou fazer a minha, será que não é uma boa ideia pra você também?

Moodboard araras

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Quando eu abro uma revista ou blog de decoração, eu busco principalmente por casas que se mostrem mais reais, com uma baguncinha aqui, uma cadeira desalinhada ali, o cachorro entrando na foto de penetra… Isso é o que mais me motiva e me faz pensar que é possível sim ter um cantinho lindo no dia-a-dia, sem a necessidade de uma organização constante digna só daqueles que podem pagar alguém para ajudar nisso.

Me contradizendo completamente, hoje eu trouxe uma exceção à essa minha preferência. As imagens a seguir foram feitas pelo fotógrafo Petra Bindel para a Elle Decor sueca, e mostram o apartamento da escritora freelancer e designer de interiores Emma Persson Lagerberg.

A decoração tem um quê escandinavo, com predominância branca e detalhes em cores dessaturadas, quando não cinzas ou pretos. Muitas peças parecem antiguinhas, quase todas em madeira, o que dá um contraste interessante pra base mais moderninha. Mas o que eu mais gosto de observar são os detalhes: os objetos nas prateleiras, as imagens penduradas na parede do home office, a cozinha com louças e potes expostos (<3), os brinquedos das crianças, os imãs na geladeira… Diferente das casas reais que eu citei, essas fotos me causam um efeito de inspiração mais propriamente dita, daquelas onde a gente fica sonhando que é bem sucedido e mora nos Hamptons, ali do lado de Nova York. Faz bem de vez em quando, né? ;)

Emmy Person Lagerberg (1)

Emmy Person Lagerberg (2)

Emmy Person Lagerberg (3)

EPL

Continue Lendo

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Eu venho reparando desde sei lá, ano passado, que a cor mostarda vem aparecendo em todos os cantos: moda, decoração, design, etc. Particularmente, no verão e outono ela sempre dá as caras com mais força; no verão por ser bem vibrante e no outono por ser um tom terroso e ter tudo a ver com essa época das folhas secas (que rola mais no hemisfério norte, infelizmente). No início eu ficava meio assim, olhando torto, mas nos últimos meses isso mudou de uma hora pra outra e eu me vi obcecado e querendo ter mil coisas nessa cor! Meu amarelo de cada dia que me desculpe.

Pensando nisso, montei um moodboard com imagens que representam o mostarda nos contextos que eu citei: de peças de roupas à pôsteres e itens decorativos. O post de hoje também é uma tentativa de voltar com montagens desse tipo, que eu gosto demais, mas que me irritavam porque as imagens originais e grandonas não ficavam separadinhas caso vocês quisessem salvar ou jogar no Pinterest. :( Mas desencanei e acho que fica bonito e agrega no quesito inspiração, não acham?

Moodboard mostarda

Pra terminar, fotos de uma bermuda que comprei na C&A há algumas semanas e que é a peça do momento no meu guarda-roupa. Custou só R$39,90 (uma pechincha) e eu estou apaixonado. :)

Bermuda mostarda

Bermuda mostarda

Bermuda mostarda

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Sempre fui fã de quadros e molduras na parede: pendurados, apoiados em estantes, ou de qualquer outro jeito. Eles fazem o mesmo efeito daqueles murais cheios de recortes, fotos e textos: trazem personalidade e aconchego ao ambiente, a gente se sente num lugar que é de fato a nossa cara. Mas não é o fim do mundo para quem, como eu, não tem muita grana para investir em molduras muito caras. Pense assim: no fim das contas, o mais importante é preencher o espaço com coisas que te caracterizam, e dá para encontrar essa sensação em guardanapos, desenhos de infância, croquis, flores e folhas secas daquele dia especial, capas de álbuns, pôsteres de filmes, qualquer coisa!

Para não errar na hora de pendurar e colar isso tudo, faça antes um esquema no chão, fotografe, e só depois comece a fazer marcações mais permanentes na parede. Não vale sair martelando um monte de pregos aleatoriamente e depois se arrepender, certo?

Peguei algumas imagens inspiradoras pela internet, para te incentivar a finalmente dar uma cara nova para aquela parede branca que todo mundo tem em casa. :)

Decoração de paredes

Fotos do Instagram na parede

Decoração de paredes

Mural em escritório

Decoração de paredes

Decoração de paredes

Decoração de paredes brancas

Decoração de paredes

Decoração de paredes

Fotos na parede

Decoração de paredes brancas

Espero que tenham gostado do post dessa segunda!

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+