Zé - Melhor Ângulo

Minha família inteira usa óculos e eu nunca tinha percebido isso até começar a não enxergar algumas coisas direito; era uma questão de tempo até eu também precisar usar. Engraçado que na escola, eu sempre ganhava quando eu e meus amigos brincávamos de ver quem dava conta de ler o texto mais longe (placas, outdoors, etc), e de repente eu não conseguia enxergar nem o nome do ônibus que vinha. Em 2013 eu finalmente criei vergonha e me consultei com uma oftalmologista, daí que, realmente, eu tenho um pouco de miopia, um grau baixinho.

Paralelo a isso, acho que eu nunca desgostei de óculos de grau como a maioria, lembro de mim pequenininho vendo as pessoas usando e achando incrível! Tudo bem que até então caía muito no esteriótipo de gente intelectual, mas com o tempo eu passei a levar mais como um acessório, parte do estilo de cada um. Quando descobri minha necessidade nas lentes, fiquei até que feliz, finalmente poderia usar óculos como parte do meu “look do dia”. ;)

Armações de óculos Zé Zorzan

Ainda em 2013, o orçamento andava baixo e eu queria algo bonito e barato, mas não encontrava em Juiz de Fora, aqui era 8 ou 80. Eu sempre gostei muito do Clubmaster da Ray-Ban, então procurei algo assim (mas que coubesse no meu bolso) e acabei comprando no Enjoei, usadinho mesmo. Usei esses óculos por cerca de 2 anos, até que minha receita mudou e precisei trocar por outro. Confesso que essa segunda armação era bem mais ou menos e nem vou mostrar aqui no blog, porque de tanto não gostar eu deixei de usar na cara dura e saí por aí não dando oi pras pessoas por não enxergá-las na rua! Hahaha

Armação de óculos Enjoei Zé Zorzan

No passado as coisas melhoraram ($) e eu resolvi finalmente comprar minha segunda armação oficial. Eu já podia investir um pouco mais, mas ainda não rolava de pagar 700 golpes num óculos, né? Por isso comprei na Livo, uma marca que produz as armações e, se você quiser, as lentes também, como eu fiz. É um serviço bem legal e foi minha primeira experiência comprando óculos online; passei a usar um óculos de mais qualidade, mas num preço ainda legal!

Essa é particularmente minha armação favorita! O modelo é retrozinho e lindo, a cor (um caramelo) orna com meu cabelo e olhos, e, o mais importante, emoldura muito bem meu rosto.

Armação de óculos Livo Zé Zorzan

Pula pra esse ano, quando eu fiquei fascinado por armações transparentes. Eu queria um óculos diferentão pra dar aquele up nos looks mais simples, e como eu curti muito o modelo Art da Livo, acabei comprando de novo, só que nessa cor (ou falta de cor). À propósito, foi essa armação que me motivou a escrever esse post, já que eu vivo recebendo mensagens no Instagram perguntando “de onde é esse seu óculos transparente?”. Pois aí está!

Armação de óculos transparente Livo Zé Zorzan

E pra finalizar, como eu já contei pra vocês aqui com detalhes, recentemente fiz uma parceria com a Lenscope e eles me enviaram esses óculos pra testar o serviço de lentes deles no Brasil e eu curti de verdade. O modelo é mais redondinho e tortoise, cor/padrão que eu curto demais! Mesmo comprando na internet, as medidas funcionaram super bem no meu rosto e eu fiquei bem feliz de ter mais uma opção pra usar. ;)

Armação de óculos Lenscope Zé Zorzan

Acho que é isso, espero que tenha gostado! Para me ver usando os óculos, é só checar meu Instagram (#merchan). Se eu comprar mais alguma armação (provavelmente vai acontecer, visto que já virou vício), eu atualizo esse post e conto nas redes sociais. Me conta, cê usa óculos? Comenta aqui embaixo que modelo é!

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Projetos de design para crianças costumam ser um caso à parte, porque primeiro precisam ser funcionais e interessantes para os adultos, mas mantendo ainda um grande apelo com o público infantil.

Eu particularmente sempre admirei projetos desse tipo e já tive a oportunidade de trabalhar em dois sites para marcas infantis, mas o que eu quero mesmo é participar um dia de algo mais palpável, que envolva design gráfico e até de produto. Pensando nisso, selecionei 6 projetos nessa vibe para mostrar aqui hoje, esses que vão um pouquinho além do digital e chegam no contato direto com os pequenos.

Produtos para a The World Design Capital, do Kokoro & Moi

Produtos para a The World Design Capital, do Kokoro & Moi

Produtos para a The World Design Capital, do Kokoro & Moi

Produtos para a The World Design Capital, do Kokoro & Moi

A The World Design Capital é uma organização que fomenta a profissão do designer, afim de gerar melhores produtos, serviços e experiências. Todos os anos eles promovem um evento em uma cidade importante para a área, e na edição de 2012, em Helsinki, a Kokoro & Moi apresentou alguns produtos, incluindo várias coleções para casa, especialmente para os quartos das crianças.

Cuentos de la Navidad Dorada, de Olga Capdevila

Cuentos de la Navidad Dorada, de Olga Capdevila

Cuentos de la Navidad Dorada, de Olga Capdevila

Cuentos de la Navidad Dorada, de Olga Capdevila

E esse livro lindo, gente? Olga, a ilustradora, descreve os sete contos escritos por Fulgencio Pimentel como cheias de personagens cativantes e situações maravilhosas, um presente perfeito de Natal para crianças. Ela ainda destaca que produziu mais de 50 ilustrações, impressas em seis belas cores da escala Pantone.

Village Café, do Studio Caserne

Village Café, do Studio Caserne

Village Café, do Studio Caserne

Village Café, do Studio Caserne

Desenvolvida pelo Studio Caserne, a identidade do Village Café foi criada através da união das atmosferas de uma cafeteria e do período da nossa infância. O resultado é suave como um bebê e confortante como um latté quentinho. O lugar, além de ser kid-friendly, ainda oferece cursos de todos os tipos, para toda a família.

Chicco, da Auge Design

Chicco, da Auge Design

Chicco, da Auge Design

Chicco, da Auge Design

A Chicco é uma das marcas de roupas para crianças mais famosa da Itália, mas por causa dos muitos anos de estrada (desde 1958!), o branding estava muito difuso, com as dezenas de linhas produzidas no decorrer do tempo, ou seja, precisava de uma unificação. É aí que entrou o Auge Design, que dividiu a marca em três grandes grupos, independentes e bem representados, mas ainda conectados entre si.

AFRE, do Submachine

AFRE, do Submachine

AFRE, do Submachine

AFRE, do Submachine

Pra fechar, a AFRE é uma ONG que atua com crianças de uma das áreas mais pobres da Hungria. A responsável pela identidade visual da organização foi o estúdio Submachine, que diz que, em projetos desse tipo, envolver toda a comunidade no processo é fundamental e um exemplo disso foi uma oficina de impressão pensada para as crianças, onde elas mesmas ajudaram na produção manual dos cartões de visita, todos personalizados com ajuda de tinta e carimbos de borracha.

Projetinhos encantadores, eu diria. Qual é o seu favorito, e por que? Vamos conversar nos comentários! ;)

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Em novembro do ano passado, a cantora Lauren Jauregui do grupo Fifth Harmony posou com sua até então namorada Lucy Vives para um ensaio feito pela fotógrafa Nicole Cartolano. Até aí tudo normal, não fosse o detalhe de que as três são amigas e as fotos foram bem pessoais, feitas em 35mm no nosso querido processo analógico e sem nenhuma grande revista envolvida na produção.

Os fãs já sabiam do ensaio desde o início e estavam ansiosos para ver o resultado, e ele saiu em março desse ano, publicado pela própria fotógrafa no Instagram. De cara dá pra ver que o clima é realmente bem pessoal e íntimo, as fotos parecem ter sido feitas em um passeio de um dia gostoso e tranquilo, numa espécie de parque mais escondidinho do resto do mundo.

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Nicole contou em uma entrevista para a MTV que era possível notar que Lauren Jauregui e Lucy tinham sido melhores amigas por muito tempo, já que se conhecem desde o ensino médio. E que, mesmo que as meninas não estejam mais juntas, elas estão felizes que as fotos foram lançadas, afinal é um lembrete de um momento muito bom. Sensato, né?

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Uma curiosidade é que a fotógrafa passou a adolescência em São Paulo, onde foi inspirada pela liberdade na arte de rua e na cultura do skate. Ela considera sua arte como uma terapia, e o principal motivo para usar filme em vez de digital é o processo intencional de capturar o momento com uma câmera manual. O risco de perder uma foto por alguma falha técnica? Pra ela vale a pena, levando em conta a magia da imprevisibilidade e a aparência natural que o 35mm deixa nas imagens. Eu assino embaixo!

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Lauren Jauregui e Lucy Vives por Nicole Cartolano

Nicole Cartolano · Site · Instagram · Facebook
Lauren Jauregui · Instagram · Site
Lucy Vives · Instagram

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

Em outubro de 2016 o designer e diretor criativo Magdiel Lopez resolveu dar início a um projeto experimental: criar um pôster por dia, por um ano. Todos eles seguem uma mesma linha tipográfica mais simples, abrindo espaço para dedicação total às imagens que compõem cada um, e, por causa dessa periodicidade diária, o estilo de Magdiel fica bem evidente: a vibe é muito surrealista, com bastante distorção, fragmentação de partes do corpo, cores e gradientes vibrantes, iluminação e cenas inusitadas. O destaque fica para as composições, que são muito boas e contribuem pra que cada pôster seja um mais lindo que o outro!

Projetos diários como esse são super proveitosos para qualquer criativo, uma vez que nosso trabalho é muito pautado na prática. Se você fotografa, o Projeto 365 pode ser uma boa. Se é designer, tem o Daily UI Challenge, e é claro, dá pra criar sua própria meta com seu próprio tema, como Magdiel fez. Bora tentar?

A Poster Every Day Magdiel Lopez

A Poster Every Day Magdiel Lopez

A Poster Every Day Magdiel Lopez

A Poster Every Day Magdiel Lopez

A Poster Every Day Magdiel Lopez

A Poster Every Day Magdiel Lopez

A Poster Every Day Magdiel Lopez

A Poster Every Day Magdiel Lopez

A Poster Every Day Magdiel Lopez

A Poster Every Day Magdiel Lopez

A Poster Every Day Magdiel Lopez

A Poster Every Day Magdiel Lopez

A Poster Every Day Magdiel Lopez

Magdiel Lopez · Site · Instagram

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+