Fotografia do começo: ISO

Preciso confessar que há uns 2 anos eu não ligava para a opção ISO no modo manual da câmera. Achava inútil, sempre deixava no automático, pensava que o equipamento sempre acertava, pelo menos nesse aspecto. Me enganei. Quando comecei a ler mais sobre fotografia, descobri que muitas vezes aqueles resultados frustrantes tinham origem no maldito ISO automático que a câmera dizia ser o ideal para a foto sair perfeita. E não era. Continuemos nossa série pra entender como ele funciona!

Bom, o ISO (sigla de International Standards Organization) é uma variável tão importante quanto a abertura do diafragma e a velocidade do obturador, itens que você já leu aqui e aqui. Ele mede a sensibilidade do sensor (fotografia digital) ou do filme (fotografia analógica) à luz. É bem assim: quanto mais sensível (ISO maior), mais o mecanismo da câmera se esforça para captar informações em uma cena; por isso aumentamos o ISO em ambientes mais escuros, porque a câmera precisa de uma força extra para “enxergar” melhor! E quanto menos sensível (ISO menor) o sensor ou filme for, mais iluminação é necessária na cena, já que a câmera nesse caso não recebe uma exigência tão grande para fazer a foto.

Configurar o valor certo do ISO na câmera é a coisa mais simples do mundo: você precisa observar como está a iluminação do ambiente e a sua situação como o “fotógrafo” do negócio. Por exemplo: um tripé estabiliza a câmera e impede aqueles tremidos chatos, certo? Com essa carta na manga, você já vai poder diminuir a velocidade do obturador (deixar mais luz entrar) e consequentemente, não vai precisar colocar um ISO muito alto, porque não vai precisar compensar a falta de luz. Legal, né?

Mas calma que nem tudo são flores. Enquanto o ISO vai aumentando, o ruído aumenta junto. Ruído são aqueles pontinhos estranhos que insistem em aparecer principalmente nas fotos noturnas. Agora você entende o porquê: com a falta de luz, a pessoa ou o modo automático da máquina determinou que um ISO alto era preciso. Com a escuridão, as informações de luz e cores captadas pela câmera não eram muito concretas e nítidas, o que gerou os famosos pontinhos do ruído! Viu a diferença na comparação aí em cima?

E da mesma forma que uns odeiam, outros amam e até usam o ruído como estilo; um exemplo é essa foto de uma sessão de fotos da Katy Perry para a Interview: é clara a intenção do fotógrafo de usar o ruído para intensificar a sensação de outra época do editorial, afinal passado = fotografia analógica, que tem o ruído como uma de suas características.

Enfim, o mais importante de tudo é equilibrar abertura, velocidade e ISO de forma que o fotômetro zere, indicando que você já pode clicar! É tudo questão de avaliar o contexto da foto e compensar a luz da melhor forma configurando essas três principais variáveis. Não é tão difícil, vai.

O que acharam? Qualquer dúvida é só comentar, ok? O próximo post será sobre Balanço de brancos, não suma do M.A. para não perder!

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

  1. Lídia
    17 de julho de 2012 às 21:05

    Finalmente mais posts da série! *_* Adorei as dicas!
    Minha câmera chega amanhã (uma D3100) e não vejo a hora de colocar tudo em prática! Poderia fazer um post sobre limpeza das lentes.. comprei um kit que vem com vários acessórios, dentre eles alguns produtos para fazer a limpeza e não faço ideia de como usá-los! Grande abraço!

    http://bownilha.blogspot.com

    Responder


    • 17 de julho de 2012 às 21:25

      Sugestão anotada!

      Responder

  2. Lívia Fernandes
    17 de julho de 2012 às 23:21

    Tava era sentindo falta dos posts do M.A.! Sempre gostei de fotografia e agora é que eu tô apaixonada mesmo! Só falta a câmera haha (:

    Responder

  3. Leticia Nassinger
    18 de julho de 2012 às 02:22

    Tou começando do zero e com uma camera sony alguma coisa, então já vi que o caminho será longo, mas quero muito aprender como tirar boas fotos, valew pelas dicas !

    http://www.umamulherdefases.com.br/

    Responder

  4. Jessica M
    18 de julho de 2012 às 09:02

    No começo eu nao ligava tb. Mas depois que estudei fotografia, eu sempre uso ISO 100, 200 ou 400 – que não deixa ruído – depende da velocidade e abertura que eu vou usar no momento. Amei o post.

    Responder

  5. Luciane Huffel
    18 de julho de 2012 às 09:27

    Ótimo post!
    Confesso que gosto do ISO alto em algumas fotos em PB, mas não é sempre que cai bem. Então tem q tá sempre ligado.

    Responder

  6. Cyél
    18 de julho de 2012 às 23:01

    Ótimo post… Assim vai ficando mais fácil de lembrar das funções!
    rs

    ;D

    O “ruído artístico” traz uma sensação legal de nostalgia.

    Responder

  7. Pingback: Fotografia do começo: ISO | Melhor Ângulo | Photoexplorer | Scoop.it

  8. Paula Schmitz
    19 de julho de 2012 às 11:25

    Bom, queria pedir uma ajuda, comprei uma canon T4i, mas tenho um problema que me atrapalha muito, óculos é isso atrapalha muito, foco meu problema, porque não enxergo direito e não gosto do modo manual, queria alguma dica pra quem usa óculos, algum acessório, algo que ajude. Eu sempre gostei de fotografar e nunca tive problemas como estou tendo agora, por causa do meu grau que vem aumentando. Já agradeço antes pela ajuda.

    Responder


    • 19 de julho de 2012 às 18:07

      Não vou saber te ajudar, Paula, não tenho esse problema. :/ Mas procurei aqui, dá uma lida nesse forum: http://digiforum.com.br/viewtopic.php?p=910611

      Responder

    • Bruno Ortega
      14 de setembro de 2013 às 00:19

      Do lado do visor tem uma chavinha (de girar), com um icone parecido co isso _|_ que serve pra regular o foco da visão, justamento pra quem tem problema de grau (alto ou baixo) e não quer usar os óculos para fotografar. Procure aí.

      Responder

  9. Lorena Baroni
    20 de julho de 2012 às 18:51

    Oi Zé, tenho uma dúvida que não corresponde ao tema do post, mas se você souber responder eu ficaria muito grata :)
    A minha câmera é uma canon T3i, e ao tirar fotos minha, é preciso usar o “timer” da máquina… Mas o problema é o seguinte: a maquina fica apoiada em uma mesa(por exemplo) direcionada para uma parede e ao apertar o botão a máquina foca na parede(entende?), e mesmo que eu entre no meio (entre a parede e a mesa) o foco dela não muda(enquanto os 10 segundos estão rolando.) Assim a foto fica super desfocada ! sabe se há alguma configuração que possa mudar isso? Por exemplo, se tem como fazer com que a máquina ajuste o foco após os 10 segundos…
    Então, é isso, adoro o seu blog! beijinhos

    Responder


    • 20 de julho de 2012 às 19:37

      É porque quando você programa ela, você aperta o botão de disparo e a câmera foca no que está aparecendo, no caso a parede (já que você está atrás da câmera). Mude para o modo manual de foco, e peça alguém para ficar lá parado pra você focar. Depois é só ir pro mesmo lugar e fotografar!

      Responder

      • carlos coqueto
        30 de junho de 2014 às 09:09

        Não tenho nada com o assunto, sou novato por aqui, mas se a pessoa que usar o temporizador é porque não em ninguém para ajudar.
        Se tiver uma pessoa para ajustar o foco, é só pedir para bater, não precisa temporizador, pois a pessoa bate. Certo?

        Responder

  10. Debora
    25 de julho de 2012 às 22:38

    Estou adorando o site…muito bom, vou vir sempre, obrigada…
    Debys

    Responder

  11. Thalita
    12 de agosto de 2012 às 15:26

    Muito bem escrito o post, bom saber sobre todas essas coisas, vai ajudar demais!

    Responder

  12. Alessandra Saraiva
    30 de janeiro de 2013 às 15:52

    Mias um vez, adorei o post, o ISO é um coisinha chata de lidar, mas depois que aprende e entende como ele funciona, as fotos melhoram e bastante!
    Grande beijo Zé!

    Responder

  13. Carolina
    18 de fevereiro de 2013 às 20:25

    hey, eu posso mudar de iso de foto pra foto? tipo, mudar o iso no meio do rolo? obrigada@

    Responder


    • 18 de fevereiro de 2013 às 21:17

      Não Carol, cada filme tem um ISO único, vem na embalagem. :)

      Responder

  14. renata
    29 de abril de 2013 às 21:38

    fiquei semanas procurando uma explicacao exata hoje eu encontrei,so vou ter que ler mais vezes para poder aprender bem.obigada.

    Responder

  15. Lucas
    02 de junho de 2013 às 10:51

    Mas Zé, se o objetivo de tudo isso é que o fotômetro “zere”, se eu deixar no modo automático ele já não fará isso da mesma maneira?

    Responder


    • 04 de junho de 2013 às 12:52

      Mas para isso, a câmera vai deixar tudo como ela quiser: as vezes você quer um fundo mais desfocado e no modo automático a câmera pode escolher deixar o diafragma super fechado, por exemplo.

      Responder

  16. Alexandre
    13 de junho de 2013 às 11:30

    Parabéns um ótimo post!…

    Responder

  17. Rosângela
    07 de setembro de 2013 às 15:24

    Oi parabéns pelo blog, nota 10, poucos são tão claros e com uma linguagem tão acessível ao entendimento dos não profissionais ou iniciantes.
    não sou iniciante, mas como você mesmo disse, que sempre optava pelas configurações automáticas e que agora estou me interessando pelas configurações. Adquiri uma Canon SX50 e gostaria de fazer duas perguntas:
    1 – Saber o que você poderia comentar sobre os recursos dela?
    2 – Essas informações sobre diafragma, velocidade do obturador e ISO se aplicam bem tanto as DSLR quanto as superzoom?

    Aguardo resposta,

    Um abração.

    Responder

  18. Anderson Guimarães
    14 de dezembro de 2013 às 09:01

    Galera… Falando em Fotometro “Zerado” quem ta começando do zero sou eu… até mês Passado a melhor câmera que eu tinha era a câmera Traseira do meu Galaxy SIII, agora comprei uma Semi-Profissional pra ir pegando o jeito da coisa… Tem como, há possiblidades, algum ser humano no mundo consegue fotos boas com uma Semi? P.S a que comprei é uma GE X550.

    Responder

  19. Fred Bueno
    09 de janeiro de 2014 às 17:37

    Excelente Post! Fiquei fã…kkkk

    Responder

  20. Pingback: Nosso ISO de cada dia… | My life as Karina

  21. paulo do santos silva
    08 de maio de 2014 às 17:40

    Boa Tarde zé sou marinheiro de primeira viagem rsrsrsrs em materia de fotografia ,estou fazendo fotografia basica no senac SP possuo uma canon 350 D com as lentes originais gostaria de saber o que você acha dessa maquina se dar para trabalhar com ela ( festinhas infantis etc) e qual iso e velocidade eu usaria para Festas eventos eetc.!! e também se vale a pena investir com lentes eetc nessa maquina.( se puder mande a resposta para meu E-mail Pessoal )

    Obrigado

    Responder

  22. Roney Correa Silva
    22 de outubro de 2014 às 20:35

    Tenho uma Nikon D80, gostaria de dicas de como ajustar minha maquina para tirar uma boa foto em movimento, minha filha luta Judô as fotos que tenho tirado ficam muito borrada ou seja horriveis, desde já agradeço pela sua atenção.

    Responder

  23. Hey
    09 de janeiro de 2015 às 10:10

    É possível conseguir fotos de igual boa qualidade com uma semi-profissional? E os recursos manuais como o de abertura, ISO e velocidade também estão presentes em semi-profissionais?

    Responder

  24. Pingback: Uai, Babi! » Arquivo » Rolê noturno: City of London

  25. suellen
    18 de janeiro de 2015 às 11:27

    ganhei uma sx50 canon mas n sei nem por onde começar!!
    n sei o q significada nada to perdidinha.rsrs

    Responder

  26. William
    09 de outubro de 2015 às 21:12

    Olá tudo bem?
    Brother eu tenho uma câmera semi profissional da Sony H100 iriei em um Show que o nome da casa é: Tom Brasil (antigo HSBC) gostaria de saber qual ISO é melhor usar nesses casos assim em Shows???

    Poderia me ajudar???

    Responder

  27. Wanessa Teixeira
    07 de dezembro de 2015 às 16:33

    obrigada. Ajudou bastante.

    Responder

  28. naidinha Chaves
    28 de dezembro de 2015 às 14:42

    Queria saber como faço para saber o ângulo certo de fazer uma boa foto.

    Responder

Deixe um comentário!


Comentário:
Para ter sua foto no avatar dos comentários, siga esse tutorial.