Fotografia do começo: Balanço de branco

Nossa série já mostrou como expor corretamente uma fotografia manipulando os três principais pilares da exposição: abertura do diafragma, velocidade do obturador e ISO. Mas e quando a luz está ok, mas as cores não têm nada a ver com a realidade?

A cor da luz é na maioria das vezes chamada de temperatura; ela muda principalmente de acordo com o ambiente e com a fonte da iluminação, indo dos tons mais alaranjados e amarelados até os azulados. Quer ver um exemplo? Há mais de uma década, a maioria das casas usava lâmpadas de tungstênio (aquelas antigas). Lembra como você achou as novas lâmpadas fluorescentes super azuis, mas depois se acostumou? Pois é, nosso olho é bem mais inteligente que a câmera; ele se adapta rapidamente ao ambiente e enxerga as cores corretas: branco é branco, preto é preto, azul é azul, e assim por diante.

No menu da câmera, você encontra a função Balanço de branco (White balance em inglês), com algumas opções padrão que ajudam a deixar as cores o mais reais possíveis. São elas: luz de tungstênio, luz fria, ensolarado, nublado, sombra, etc, onde você escolhe a que mais se encaixa na iluminação de onde você está. É claro que também existe o modo automático, mas ele quase sempre precisa abrir mão de uma boa captura de cores para dar conta do balanço de branco, então evite usá-lo.

E quando a foto com cores “erradas” vira intenção? Para isso, basta configurar o balanço de branco também de forma “errada”. Por exemplo: para uma foto do pôr-do-sol, você pode escolher o modo luz fria ou nublado. Ele vai dizer para a câmera que a luz do ambiente está muito azulada, que precisa de mais amarelo e laranja nisso aí. Logo, o resultado vai ser um pôr-do-sol com muito mais cor e vida. Legal, né?

Falta apenas um post para o fim da série e o tema será “Distância focal”. Depois dele, vou preparar um arquivo PDF com todos os posts, pra baixar e imprimir, ou guardar para consulta mesmo. Comenta aí!

Compartilhe:
Facebook Twitter Pinterest Google+

  1. Lívia Fernandes
    26 de julho de 2012 às 21:48

    Amei a ideia de juntar tudo em pdf. Suas dicas são muito úteis! Não passo um dia sem ver seu blog ^^

    Responder

  2. Isabella Ramos
    26 de julho de 2012 às 22:46

    Muito bom o post! Sempre tive curiosidade sobre esse negocio de balanço de branco. :)

    Responder

  3. Laíne Dimer
    26 de julho de 2012 às 23:12

    Adorei as dicas, to acompanhando tudo e estão sendo bem úteis. Sóo, me explica, que “defeito” especial é essa da primeira foto?, é só ruido?

    Responder


    • 27 de julho de 2012 às 00:30

      É ruído e algumas sujeirinhas e poeirinhas que ficaram no filme/foto na hora de digitalizar.

      Responder

  4. Jayne
    27 de julho de 2012 às 14:08

    Oi Zé, tô precisando de uma dica :/
    Faz mais de dois meses que uso a minha Fuji HS20, mas não consigo acostumar com o peso de uma câmera semi e acabo tremendo sempre, o que me faz perder cliques ou precisar de dois ou mais pra chegar numa foto “perfeita”. Tem alguma dica pra isso?

    Responder


    • 02 de agosto de 2012 às 23:54

      Tentar segurar a câmera mais perto do corpo pra ganhar firmeza, Jayne! Na posição clássica de segurar a câmera, tente encostar e firmar as duas mãos nessa área envolvida: http://i46.tinypic.com/qyikhs.jpg Acho que vai ajudar!

      Responder

      • Jayne
        05 de agosto de 2012 às 10:07

        Hm, vou treinar Zé! Pode deixar (:

        Responder

  5. Andrea
    27 de julho de 2012 às 14:45

    Balanço de branco realmente é uma das ferramentas mais potentes na fotografia. Mas, pode ser horrível o que eu vou falar agora, eu SEMPRE uso no modo automático e edito no lightroom depois, hahaha 0_o
    Na verdade eu sempre fotografo em RAW e assim vc tem total controle principalmente sobre o balanço de branco ;) Mas para quem fotografa em JPEG, recomendo até fazer aquele teste de fotografar um papel branco e definir como manual!! Funciona muito bem!!

    Responder

  6. Laís
    28 de julho de 2012 às 15:25

    Zé, o que é CMOS? Tava pesquisando sobre umas câmeras aqui e achei isso :s

    Responder


    • 02 de agosto de 2012 às 23:42

      É um tipo de sensor, Laís. (:

      Responder

  7. Carol
    29 de julho de 2012 às 20:40

    Oi, abriu vaga para a equipe do blog, se estiver afim ou se souber de alguém que quer é só se inscrever lá no blog mesmo (: Obrigado!
    http://1mundoteen.blogspot.com.br/2012/06/vaga-de-postadora-para-o-blog.html#comment-form

    Responder

  8. Ana Paula Santos
    01 de agosto de 2012 às 15:00

    Vou tentar ajustar minha câmera! :) Adorei saber que depois vc vai postar as dicas em PDF :)

    Responder

  9. Liliana Sofia
    02 de agosto de 2012 às 15:44

    Oiiie!
    Ai Zé adoro seus post, mas eu estou a comentar mais pra pedir ajuda… Tenho uma Canon EOS 1100D e ultimamente quando eu uso modo manual a foto quase não tem luz, mesmo com as definições no máximo (velocidade do obturador e iso) e com o menor numero de abertura do diafragma, isto em ambientes super iluminados, o que será que aconteceu? Você me consegue ajudar? Obrigada! Ah e já agora muitooos parabéns pelo blog!

    Responder


    • 02 de agosto de 2012 às 23:22

      Que estranho, Liliana! Já verificou a opção de compensação de exposição? As vezes ela está desconfigurada.

      Responder

  10. Marijleite
    03 de agosto de 2012 às 10:21

    Então balanço de branco é mesmo o que eu pensava :) !Sempre usei no meu celular para deixar as fotos menos amarelas em ambientes internos,mas ainda não reparei para ver as opções da minha câmera.
    http://www.petalasdeliberdade.blogspot.com

    Responder

  11. Liliana Sofia
    03 de agosto de 2012 às 10:42

    Ai obrigada pela ajuda! Isto é o que dá se aventurar no mundo das DSLR! Era esse mesmo o problema! Muitoooo Obrigada!

    Responder

  12. Thalita
    12 de agosto de 2012 às 16:03

    Adorei o post! Balanço de branco é muito importante para as cores saírem legais! Adorei a ideia do PDF!

    Responder

  13. Victória Vieira Sena
    13 de outubro de 2012 às 17:00

    Eu quero comprar um camêra, mas estou na dúvida, porque mesmo lendo suas dicas tenho medo de comprar uma e me decepcionar, eu fiquei entre uma Asahi Penax K1000 e uma Olympus E-450

    Responder


    • 13 de outubro de 2012 às 17:08

      Mas uma é digital e a outra é analógica, é isso mesmo?

      Responder

  14. Vicente Antonio da Silva Junior
    22 de outubro de 2012 às 18:30

    Boa tarde Zé , tudo bem? bem estou começando agora nesse mundo maravilhoso que se chama fotografia, fiz um curso rápido apenas para conhecer o meu equipamento, e a pouco tempo comecei a fazer alguns trabalhos de freelance para um amigo, e as igrejas que estou fotografando tem variações de luz… ultimamente tenho utilizado a opção de kelvin, mais da muito trabalho pois tenho de ficar variando a temperatura a cada angulo .. e muitos fotógrafos que tenho encontrado falam pra utilizar o WB automático, mais sinceramente não sou muito a favor… qual dica você me daria… qual melhor opção para solucionar este meu problema..

    Responder


    • 23 de outubro de 2012 às 00:18

      Olha Vicente, eu usaria o WB automático também, porque eu acho bem preciso. Só mudaria se caso fosse intenção pra determinado tipo de foto.

      Responder

  15. Alessandra Saraiva
    31 de Janeiro de 2013 às 15:04

    Oi Zé!
    Olha quando eu to com pressa, preguiça ou sem inspiração, sempre uso o WB no automático, as vezes fica bom, mas tem vezes que não, ai você tem que ir lá e mudar e fotografar tudo de novo! .-.
    Eu já tô fazendo um colinha aqui no meu scrapbook das informações mais importantes, pra sempre que eu tiver um dúvida eu dou uma olhada rápida!

    Responder

  16. Cláudia Rezende
    04 de Fevereiro de 2016 às 06:56

    Oii!!
    Como você pode ver, três anos depois de seus posts aqui estou eu em busca de informações e adorei o seu blog.
    Li alguns, ouvi vídeos, mas o seu realmente superou todos os outros. Parabéns!!

    Responder


    • 15 de Fevereiro de 2016 às 20:29

      Obrigado Cláudia! :D

      Responder

Deixe um comentário!


Comentário:
Para ter sua foto no avatar dos comentários, siga esse tutorial.